UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

11/01/2010 - 16h19

Nordeste deve ser destaque na criação de empregos em 2010

SÃO PAULO - O ministro do Trabalho, Carlos Lupi, afirmou nesta segunda-feira (11) que o Nordeste deverá ser um dos maiores responsáveis pela criação de cerca de 2 milhões de postos de trabalho neste ano, o dobro do registrado em 2009.

"O Nordeste tem crescido acima da média e acredito que eles serão o segundo maior gerador de empregos este ano, perdendo apenas para São Paulo, que cria entre 30% e 35% dos empregos no País", afirmou o ministro, segundo a Agência Brasil.

Lupi afirmou que o setor de Serviços deve ser o principal responsável pelo aumento no emprego. O maior número de vagas criadas deve-se ao aquecimento da economia brasileira e à recuperação da indústria.

Setores

Mesmo os setores que tiveram queda no faturamento em 2009 estão na lista dos possíveis contratantes neste ano. Isso porque há uma demanda interna grande de produção, pois todas as indústrias fecharam o estoque até o final do ano passado e, agora, precisam recomeçar a produção.

"O mês de janeiro já é conhecido como o período de auge nas contratações, pois é o momento em que as empresas aproveitam para renovar sua equipe de funcionários", disse o diretor-geral do portal de empregos Trabalhando.com.br, Renato Grinberg.

Os setores de Construção Civil e de Shopping Centers também prometem aumento nas contratações. De acordo com o Sindicato da Construção de São Paulo e a Alshop (Associação Brasileira de Lojistas de Shopping), espera-se que esses setores, juntos, sejam responsáveis por 360 mil novos postos de trabalho.

Mais perspectivas

De acordo com a pesquisa da Ricardo Xavier Recursos Humanos, em dezembro do ano passado, foram criadas 1.327 vagas de emprego, o que representa queda de 21,8%, na comparação com o mês de novembro.

"Em 2010, esta situação se reverterá. Especialmente na Construção Civil, haverá um grande aumento da demanda em razão dos eventos esportivos e das Eleições", explicou o presidente da Ricardo Xavier Recursos Humanos, Hélio Terra.

Há também perspectivas de que, neste ano, empresas estrangeiras se instalem no Brasil. Em 2009, a crise econômica fez com que as filiais brasileiras ganhassem destaque ao aumentar as vendas das companhias.

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host