UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

15/01/2010 - 08h50

Contabilidade: especialização em escrita fiscal garante bons salários

SÃO PAULO - Os profissionais da área de Contabilidade não se preocupam quando o assunto é desemprego. O segmento tem reagido bem aos problemas econômicos e, além disso, apresenta salários atrativos, ainda mais se feita uma especialização em escrita fiscal. 

O analista fiscal é responsável pelo lançamento de registros de notas fiscais, averiguação e declaração de impostos, atendimento às fiscalizações, organização e classificação de documentos contábeis, entre outras funções.

"Se, além da graduação, o candidato se especializar em escrita fiscal, as chances de uma colocação aumentam muitíssimo", afirmou o presidente do Sindcont-SJRP (Sindicato dos Contabilistas de São José do Rio Preto), Manuel Liebana Torres Sobrinho.

Segundo a consultoria empresarial Millenium RH, o salário de um analista fiscal varia entre R$ 1.754 e R$ 4.884.

Atualização constante

De acordo com o diretor-executivo da Contmatic Phoenix, desenvolvedora de softwares contábeis, Mario Hessel, as diversas mudanças tributárias realizadas anualmente exigem que o profissional de escrita fiscal se atualize constantemente.

"A dinâmica dos impostos brasileiros exige atenção total à correta emissão das notas fiscais, especialmente em relação à escrituração dos livros fiscais, dentro do prazo e em conformidade total com a legislação vigente. Por isso, quem faz escolha por esse segmento das ciências contábeis tem de conhecer muito sobre direito tributário", disse Hessel.

Segundo Hessel, versatilidade é a chave para crescer na área de escrita fiscal. "O profissional deve desenvolver habilidades como capacidade de interpretação, facilidade de comunicação com diversos públicos, disponibilidade para estudar e aprender, agilidade na busca de soluções e conhecimento dos negócios dos clientes", concluiu o diretor-executivo.

"Um bom analista fiscal deve entender com perfeição as normas legais vigentes, para possibilitar a antecipação dos efeitos delas nos negócios dos clientes", afirmou o presidente do Sindcont-SJRP.

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host