UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

11/02/2010 - 12h13

Construção civil gera 213 mil empregos em 2009 e atinge recorde

SÃO PAULO – A construção civil contratou mais 213 mil profissionais no ano passado, uma alta de 10,21% frente ao ano anterior. No último mês de 2009, o setor atingiu a marca recorde de 2,298 milhões de empregados.

Os dados foram divulgados nesta quinta-feira (11) pelo SindusCon-SP (Sindicato da Indústria da Construção Civil do Estado de São Paulo), que realiza o estudo em parceria com a FGV (Fundação Getulio Vargas).

“A construção civil serviu de mola-mestra da economia brasileira, por conta de seu potencial gerador de obras e empregos em todo o País”, afirmou o presidente do SindusCon-SP, Sérgio Watanabe.

Para 2010, o que se espera é um aumento do PIB (Produto Interno Bruto) da construção civil próximo a 9%, com a contratação de mais 180 mil trabalhadores. Desta forma, o setor deve fechar o ano com saldo de mais de 3 milhões de empregos.

Dezembro

Apesar do resultado positivo no ano, em dezembro, as contratações no setor tiveram saldo negativo de 53,5 mil em todo o Brasil, o que representa queda de 2,28% no nível de emprego, na comparação com novembro.

O Centro-Oeste foi o que registrou maior queda em dezembro (-5,23% e -9.035 vagas), seguido do Norte (-4,32% e -5.170 vagas), Sul (-2,53% e -8.210 vagas), Sudeste (-2,03% e -26.196 vagas) e Nordeste (-4,32% e -4.914 vagas).

No estado de São Paulo, o setor demitiu 8,8 mil pessoas em dezembro. Mesmo assim, fechou o ano com mais 58,2 mil vagas de trabalho. O saldo de empregos na construção civil paulistana é de 319,3 mil pessoas. Na capital, foram gerados 33,8 mil postos de trabalho no ano, apesar do saldo negativo de 3,9 mil pessoas em dezembro.

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host