UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

08/04/2010 - 15h15

FGTS tem captação recorde de R$ 3,75 bilhões, nos três primeiros meses do ano

SÃO PAULO – A captação líquida do FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço) apresentou números recordes no primeiro trimestre do ano.

Segundo dados divulgados nesta quinta-feira (8) pela CEF (Caixa Econômica Federal), o montante de R$ 3,75 bilhões representa um crescimento de 153% em relação ao mesmo período do ano passado e supera em 54% toda a arrecadação líquida de 2009.

“Este quadro é bom para o país, pois o FGTS se tornou importante instrumento de desenvolvimento nas áreas de habitação, saneamento e infraestrutura, principalmente com a criação do FI-FGTS e das carteiras administradas. Além disso, é a principal fonte de recursos para o Programa Minha Casa, Minha Vida”, disse o vice-presidente de Fundos de Governo e Loterias da Caixa, Moreira Franco.

Razões do crescimento

Dentre as razões apontadas para o resultado positivo, a CEF destaca o crescente número de empresas que realizam recolhimentos ao FGTS, que nos três primeiros meses do ano teve variação positiva de 3,6% em relação a igual período de 2009.

Além disso, 1,7 milhão de pessoas passaram a ter recolhimento do FGTS no período, um incremento de 5,9%.

Números

A arrecadação bruta do FGTS entre janeiro e março deste ano foi de R$ 15,3 bilhões, 8,8% superior à apurada no primeiro trimestre do ano passado. Os saques totalizaram R$ 11,5 bilhões, apresentando um decréscimo de 8,11%.

A demissão sem justa causa, principal modalidade de saques, recuou 8,37%. No que diz respeito à geração de empregos, os recursos do Fundo estimularam a abertura de 1,6 milhão de novas vagas em 2009, sendo que, para este ano, espera-se geração de 2,5 milhões de novos postos, com um orçamento de R$ 56,4 bilhões, aproximadamente.

Por fim, o uso do FGTS para a compra da casa própria cresceu 27,4%, devido, principalmente, ao aquecimento do setor de crédito imobiliário.

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host