UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

06/05/2010 - 16h15

Internet: 66% das empresas controlam acesso de profissionais à web

SÃO PAULO – A maioria das empresas brasileiras (66%) adota algum tipo de medida de controle ao acesso de profissionais à internet. É o que aponta um levantamento realizado pelo Cetic.br (Centro de Estudos sobre Tecnologias da Informação e da Comunicação no Brasil).

As principais restrições são para os sites de relacionamentos (48%), de comunicação (41%) e e-mails pessoais (30%).

As empresas investem cada vez mais em monitoramento para evitar que o profissional, mesmo sem querer, coloque a empresa em risco, e, consequentemente, o seu trabalho. Essa atitude não pode ser considerada uma invasão de privacidade, pois a pessoa está usando o domínio da empresa, além de o uso dessas páginas diminuir a produtividade dos funcionários.

Celulares corporativos e acesso remoto

Em relação aos celulares corporativos, a pesquisa afirma que 65% das empresas declaram usar. Outro destaque do estudo é o crescimento expressivo da conexão via celular ou modem 3G, que passou de 4% em 2006 para 10% em 2009.

No mesmo período, também foi registrado aumento das empresas que oferecem acesso remoto ao seu sistema de computadores para os funcionários trabalharem fora das suas dependências: a proporção atingiu 25% das empresas com computador, alta de 10 pontos percentuais em relação a 2006.

Como as empresas utilizam a internet

O estudo mostra ainda que as empresas utilizam cada vez mais a internet para o fornecimento de informações sobre os produtos e serviços e cada vez menos para as transações comerciais. Mais da metade das consultadas (54%) disse usar a rede para a troca de mensagens instantâneas e 20% para o uso de telefone ou videoconferência sobre IP.

Metade dos entrevistados declarou ainda que algumas funções que exigem especialistas em TI (Tecnologia da Informação) foram exercidas por fornecedores externos. “Estes números confirmam a tendência crescente à terceirização dos serviços de TI por parte das empresas brasileiras”, finaliza o gerente do Cetic.br, Alexandre Barbosa.

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host