UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

11/06/2010 - 15h55

Brasil teve alta de 17% nas inscrições para certificação no mercado financeiro

SÃO PAULO – O CFA Institute, associação global de profissionais de investimento, informou que 139.900 profissionais de investimentos de 160 países se inscreveram no exame para obter o certificado do mercado financeiro. Na comparação com o ano anterior, houve uma alta de 9% no números de inscrições.

O Brasil é destaque entre os países das Américas, com crescimento de 17% no número de inscritos, ante 2009. No total, são 823 candidatos brasileiros.

Na análise por região, a Ásia continua com maior número de candidatos, sendo responsável pela inscrição de 40,31%, ou 56.400 profissionais. Em seguida, aparecem as Américas, com 37,25% (51.900 inscritos), e o grupo formado por Europa, Oriente Médio e África, com 22,5% (31.500 inscritos).

“Os investidores precisam de profissionais confiáveis para gerenciar sua fortuna. Essa é a lição mais importante que o mundo aprendeu com a crise financeira global. Estamos muito contentes com o número significativo de pessoas de todo o mundo que mantêm seu compromisso em conquistar a designação CFA”, afirma o presidente e CEO (Chief Executive Officer) do CFA Institute, John Rogers.

Sobre o programa e exame O programa CFA, considerado o mais rigoroso na indústria de investimento, é baseado na prática da área. Por meio de uma pesquisa com profissionais da área, o instituto atualiza o currículo com o que se torna interessante aos profissionais. 

Sobre o exame, o instituto explica que se dá por meio de avaliações em três níveis, que abrangem assuntos como Ética e Padrões Profissionais, Métodos Quantitativos, Análise e Relatórios Financeiros, Finanças Corporativas, Ferramentas de Investimento, Classes de Ativos, Gerenciamento de Portfólio e Planejamento de Fortuna.

Cada nível contempla um conjunto específico de habilidades. Confira abaixo:

  • Nível I é voltado para ferramentas de investimento e nas bases dos negócios, dando aos candidatos o conhecimento e a compreensão necessários. 
  • Nível II é focado nas classes de ativos, incluindo investimentos em ações, renda fixa, derivativos e investimentos alternativos, com ênfase na capacidade dos candidatos em aplicação e análise.
  • Nível III tem foco em gerenciamento de portfólio e planejamento de fortuna, exigindo que os candidatos sejam competentes em síntese e avaliação. 
Datas e preparação O exame do nível I será realizado em junho e dezembro, enquanto os níveis II e III acontecem somente em junho.

Segundo pesquisas, os candidatos passam uma média de 300 horas preparando-se para cada exame. Vale lembrar que o tempo de preparação exigido para cada profissional varia de acordo com as circunstâncias individuais e histórico escolar.

Os profissionais aprovados no exame levam, em média, quatro anos para completar o programa e as provas da designação CFA. Além da aprovação nos exames, os candidatos devem ter pelo menos quatro anos de experiência trabalhando na área de investimentos.

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host