UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

15/06/2010 - 15h58

Inteligência emocional conta mais pontos na vida profissional, revela pesquisa

SÃO PAULO – O que é mais importante para um profissional na hora de conseguir uma vaga de emprego ou promoção. A técnica ou a inteligência emocional? Acertou quem respondeu a segunda opção.

De acordo com um levantamento realizado pela IMC Consultoria Empresarial, 75% das empresas consideram a inteligência emocional como fator preponderante do sucesso profissional. 

Esse cenário é ainda mais acentuado para aqueles já integrantes dos quadros funcionais das companhias, quando envolvidos em processos seletivos internos que os levarão a uma evolução em sua carreira.

Técnico x Emocional Das empresas consultadas, 94% acreditam que a inteligência emocional é algo mais complexo do que uma competência técnica, já que controlar as emoções requer mais atenção e não é facilmente incorporado às atitudes dos indivíduos.

Para esse grupo, o conhecimento técnico pode ser adquirido ou desenvolvido por meio de cursos de formação, treinamentos, estágios ou rodízios.

Já para apenas 6% das empresas, o conhecimento técnico prevalece como mais importante. Segundo eles, a própria falta de conhecimentos pode levar a uma insegurança no ambiente profissional, afetando o comportamento do indivíduo e sua inteligência emocional. 

Porém, 19% de todas as companhias verificadas afirmaram que as duas características são essenciais para o profissional que pretende ter sucesso em sua área de atuação. 

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host