UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

15/06/2010 - 10h54

Profissional muito qualificado causa insegurança para as empresas, diz especialista

SÃO PAULO – Escutar que um profissional deve ser qualificado para conseguir uma oportunidade no mercado de trabalho não é nenhuma novidade, não é mesmo? Mas assim como a falta de qualificação, o excesso também é considerado um dificultador na busca por um novo emprego.

A consultora de Recrutamento e Seleção da Ricardo Xavier Recursos Humanos, Gisele Andriotti, explica que profissionais muito qualificados causam receio nos empregadores, já que podem receber outros convites mais atrativos do mercado de trabalho.

“O principal motivo da insegurança das empresas é que esses profissionais possam encontrar um emprego melhor. Ou ainda, podem usar a empresa como trampolim para outra”, afirma.

A especialista declara ainda que outra preocupação é que essas pessoas possam se desmotivar mais facilmente, devido ao acúmulo de conhecimento e experiência.

Problemas com a equipe Os empregadores também acreditam que esse profissional, por ser destaque, pode ter problemas com os colegas ou até mesmo com o chefe. “Ele pode ser considerado uma ameaça, tanto para colegas quanto para o chefe”, diz Gisele.

Apesar de citar fatores negativos, ela explica que também há vantagens em contratar um profissional com excesso de qualificação. A primeira é que o custo para a empresa é menor, com um benefício maior.

Outro fator positivo é que a empresa não precisará investir em treinamento. “O profissional vem pronto, traz conhecimento técnico e experiência”, afirma a consultora.

Falar a verdade Caso o profissional fique em dúvida em mostrar ou não todas as suas qualificações, Gisele orienta que a pessoa sempre fale a verdade. “Nunca omita as informações no processo seletivo. O profissional deve mostrar o quanto ele pode contribuir para a empresa”, finaliza.

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host