UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

16/07/2010 - 08h58

Homens: escolha errada de sapato pode afetar a performance no trabalho

SÃO PAULO – Homens que trabalham em ambientes formais podem ter a saúde e a performance profissional prejudicada se escolherem de forma errada o calçado do dia a dia.

De acordo com o médico ortopedista e presidente do IOS (Instituto Ortopedia & Saúde), Fábio Ravaglia, a atenção especial na hora de escolher o sapato do trabalho pode evitar bolhas; calos; esporão calcâneo; desconforto; dores articulares ao caminhar, sobretudo nos pés e joelhos; e até fascite planar, em outras palavras, uma inflamação na sola do pé, ajudando assim a manter o foco e o rendimento nas atividades do profissionais.

“Muita gente sente dor na sola do pé ou dor no calcanhar – resultado do uso de um calçado inadequado ou da maneira de andar incorreta (…) Tênis ou sapatos não têm a função de corrigir problemas ortopédicos, mas podem adaptar o pé para que o passo fique correto”, diz.

Às compras

Assim, da próxima vez que for comprar um sapato para utilizar no dia a dia preste atenção ao seguinte:

  • Pisada supinada (pés cavos, pessoa confere maior peso ao lado externo): deve dar preferência a calçados macios em toda sua extensão, principalmente na parte lateral do calcanhar;
  • Pisada pronada (pés chatos, peso do corpo está concentrado na parte lateral-interna): aqui, o ideal é que o sapato tenha reforço na parte interna do calcanhar. Além disso, é melhor usar sapatos fechados e bem firmes nos pés, com saltos um pouco mais altos que ajudam a curvatura, já que pessoas com este tipo de pisada tendem a desenvolver processos inflamatórios, como tendinite.
Sapato “saudável”

De modo geral, diz o ortopedista, um sapato “saudável” deve ser de material macio, ter bico amplo, flexibilidade na sola e salto em torno de três centímetros.

No mais, é importante observar para que o calçado não fique apertado demais, comprimindo o pé; folgado demais na frente, no peito dos pés, atrás e dos lados, deixando uma folga maior do que a necessária para os dedos ou deixando o pé solto, o que pode causar bolhas ou calos.

A folga ideal na frente é de no máximo um centímetro entre o dedão e a ponta do sapato, permitindo a movimentação dos dedos. Solados de borracha com ranhuras são mais recomendados por evitar escorregões.

Por fim, alerta o especialista, calçados com amortecedores ajudam a absorver o impacto do peso do corpo em movimento sobre os pés, aliviando a carga que as articulações dos pés e dos joelhos recebem. Dessa forma, este tipo de calçado ajuda a evitar problemas como fratura por estresse ou mesmo artrose na região entre a coluna vertebral e a bacia.
Hospedagem: UOL Host