UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

24/08/2010 - 14h04

Confira os sinais que as empresas dão de que o estagiário será efetivado

SÃO PAULO – Passar de estagiário para efetivo é o primeiro grande passo de um jovem profissional. De acordo com dados do CIEE (Centro de Integração Empresa-Escola), 64% dos estudantes que estagiam são efetivados. Para entrar nessa estatística, porém, é preciso encarar muitos desafios e apreensões. Afinal, dá para saber se a empresa vai contratar o estagiário?


São muitos os sinais que as empresas dão aos jovens que indicam a possível contratação. No entanto, de acordo com o presidente da Curriculum, Marcelo Abrileri, são apenas sinais que indicam possibilidades. “Nada é garantido, tudo é probabilidade”, afirma.


Por isso, mesmo que os sinais sejam positivos, fique em alerta, algo pode mudar no meio do caminho. O que não é motivo para desânimos. “Claro que a empresa não vai querer perder o estagiário, se ele realmente se mostrar um bom profissional”, ressalta Abrileri.


Os sinais

Muitas empresas fazem avaliação de desempenho com os estagiários. Para os estudantes que passam por ela, os sinais, sejam eles positivos ou negativos, são mais claros. Aliás, a avaliação de desempenho é uma ótima ferramenta que visa justamente reforçar os pontos fortes e melhorar os mais fracos desses jovens profissionais.


Por isso, uma avaliação em ritmo crescente é um dos sinais mais positivos que o estudante pode ter. Contudo, mesmo nessa situação, muitos estagiários não são contratados. Os motivos: falta de vagas, de orçamento, de espaço. Muitos estudantes não acreditam nessas justificativas. “Mas pode até ser verdade”, acredita o presidente da Curriculum.


Somente o estagiário pode saber se esses fatores são ao menos verossímeis. Por isso, Abrileri recomenda que os estudantes atentem para o ambiente no qual trabalham, nos profissionais ao seu redor, a fim de identificar oportunidades. Elas, aliadas a um bom desempenho, podem sinalizar a efetivação.


Sem avaliação, o que fazer? 

E quando o estagiário não passa por avaliação de desempenho, como saber se a efetivação é possível? Essa situação é mais complicada. Ainda assim, dá para captar alguns sinais. Abrileri explica que o fato de a empresa dar mais tarefas ao estagiário pode ser um indício de que ela confia nele e o considera responsável.


Ser tratado como um profissional e não como mero aprendiz também é um bom sinal. Para saber sobre essa diferença, veja a maneira como o seu líder o trata: ele está frequentemente inserindo você nos assuntos da equipe? Faz questão de inclui-lo em tarefas que, teoricamente, somente os profissionais fazem? Passa tarefas essenciais para o desenvolvimento de tarefas maiores? Se as respostas dessas perguntas forem positivas, então você tem grandes chances de entrar para o quadro da sua empresa.


Ainda está com dúvidas se vai ou não ser efetivado? Então, pergunte! “O estagiário tem todo o direito de perguntar e essa pergunta não deve assustar a boa liderança”, ressalta Abrileri. Contudo, ele explica que é preciso fazer as perguntas nos momentos certos, por exemplo, na reunião da avaliação ou mesmo em uma conversa sobre o seu desempenho.


Aumentando as chances de ser efetivado

“A primeira coisa que o estagiário tem de entender é que ele precisa fazer mais do que ele já faz para ser efetivado”, afirma Abrileri. Para passar de estagiário a profissional, é melhor mesmo ficar atento a uma série de questões e trabalhar feito gente grande.


O presidente da Curriculum dá dicas de como se dar bem no estágio. “Seja carismático, disposto, cumpra prazos e seja responsável. Essas são as dicas mais importantes”, ressalta. Evitar atrasos, ajudar a equipe, tentar fazer além do que é pedido e demonstrar contentamento com o trabalho também são fatores primordiais.

Hospedagem: UOL Host