UOL EconomiaUOL EconomiaPlano de Carreira
UOL BUSCA

BOLSAS

CÂMBIO

15/02/2008 - 08h54

Aprenda a vender suas aptidões profissionais, mas fuja da soberba

SÃO PAULO - Para sobreviver no competitivo mercado de trabalho, nada melhor do que saber vender suas aptidões profissionais, tanto para os colegas quanto para contatos de sua rede de relacionamentos. O cuidado é não ser desagradável. Na ânsia de "vender seu peixe", muitos profissionais acabam falando demais e até demonstrando ser uma pessoa que não é.

O sócio da Steer Recursos Humanos, Ivan Witt, explica que, para início de conversa, é importante ser autêntico e íntegro, independentemente da situação - e o conselho inclui entrevistas de emprego. "Seja leal, deixe sempre transparecer seus valores e quem você é. Não caia na tentação de parecer uma 'estrela'. Já presenciei muitas pessoas que, na hora da entrevista, acabam indo para o lado do exibicionismo."

"Mas o profissional de recursos humanos tem experiência e conhecimento suficientes para derrubar a máscara por meio de perguntas", acrescenta, ao citar um exemplo: "Todo mundo coloca no currículo que tem inglês fluente. Eu, por exemplo, faço o teste do inglês por telefone. Poucos são realmente fluentes. É melhor falar que tem inglês intermediário ou técnico ou suficiente para se virar."

As aptidões mais procuradas

Quer vender suas aptidões profissionais? Então, saiba quais são as características mais valorizadas no mundo corporativo. Witt garante que as empresas procuram, prioritariamente, pessoas perseverantes, otimistas e humildes. "Normalmente, as pessoas que fazem sucesso resistem a adversidades com bom humor. Não tem nada pior do que trabalhar com profissionais pessimistas."

Outra dica é escutar o que o outro tem a dizer. Ouvir mais e falar menos é importante, principalmente para quem está indo a novos ambientes. Acima de tudo, entretanto, é necessário atingir os resultados esperados pela empresa. No lugar de desculpas, indique soluções. "Faça acontecer, não procure desculpas."

A tentação da soberba

Profissionais em postos altos e que estão há um tempo considerável no ramo tendem a ficar arrogantes. Por conhecerem muito, acham que não precisam aprender mais nada. "É necessário estar sempre se aprimorando. A ascensão profissional nunca deve vir acompanhada da soberba. É um passo na direção errada. Quem demonstra saber tudo revela que não está mais disposto a aprender", alerta o especialista.

Vendendo aptidões nas aulas

Se a ocasião para vender as aptidões é a pós-graduação ou o MBA, lembre-se de participar dos trabalhos em grupo e sempre ajudar os outros, já pensando na imagem que os colegas criarão de você. De novo, o bom humor é bem-vindo, sempre. Trate bem até mesmo pessoas mais jovens e com pouca experiência, pois, como o mundo dá voltas, amanhã uma delas poderá ser seu chefe.

Bovespa Fonte: Thomson Reuters

Gráfico Bovespa

66910,711,14%

Mais bolsas

Cotações anteriores

Dolar Fonte: Thomson Reuters

Gráfico Dolar Comercial

R$ 1,569 -0,44%

Conversor de moedas

Mais sobre câmbio

Cotações anteriores

Hospedagem: UOL Host