! Crise do gás: presidente ucraniano acusa a Rússia de chantagem - 13/01/2009 - AFP - Economia
UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

13/01/2009 - 13h38

Crise do gás: presidente ucraniano acusa a Rússia de chantagem

[selo]
KIEV, 13 Jan 2009 (AFP) - O presidente ucraniano, Viktor Yushenko, acusou nesta terça-feira a Rússia de realizar uma chantagem com a suspensão de seu fornecimento de gás através da Ucrânia, que está causando carências e importantes danos econômicos à Europa.

"É necessário que cada pessoa que vive na Ucrânia compreenda: o que está acontecendo desde 1.o de janeiro não é uma chantagem contra nosso país e sim uma chantagem contra cada um de seus cidadãos", afirmou, em coletiva de imprensa transmitida pela televisão.

A Ucrânia admitiu nesta terça-feira ter bloqueado o gás russo destinado à Europa pelas "condições de trânsito inaceitáveis" impostas pela estatal russa Gazprom, declarou a AFP o porta-voz da empresa pública ucraniana Naftogaz, Valentin Zemlianski.

A Gazprom havia denunciado pouco antes que a Ucrânia estava bloqueando o fornecimento de gás destinado à Europa.

A Comissão Européia, por sua vez, indicou que o gás não estava chegando à Europa, apesar do anúncio do reinício do fornecimento e advertiu que esta situação é muito séria.

O presidente da Comissão Européia, José Manuel Barroso, ligou para o primeiro-ministro russo Vladimir Putin para expressar a "decepção da União Européia" ante a situação.

Segundo comunicado conjunto das duas empresas, o gás russo já havia começado a circular pelos gasodutos na manhã desta terça-feira, e já transitava pela Ucrânia.

A Gazprom deveria bombear 76,6 milhões de m3 de gás por dia, uma quantidade de teste que ainda está longe dos 300 milhões de m3 diários que a Europa recebia via Ucrânia antes do conflito do gás entre Rússia e Ucrânia a partir de 1º de janeiro.

A Europa se viu afetada durante uma semana no fornecimento de gás russo depois que Moscou cortou o abastecimento para impedir que Kiev roubasse o gás que não desejava comprar por uma divergência de preços.

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host