! Citigroup se divide em dois após novas perdas consideráveis - 16/01/2009 - AFP - Economia
UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

16/01/2009 - 13h58

Citigroup se divide em dois após novas perdas consideráveis

[selo]
WASHINGTON, 16 Jan 2009 (AFP) - O banco americano Citigroup anunciou nesta sexta-feira que vai se dividir em dois depois de ter registrado novas perdas consideráveis no quarto trimestre, de 8,29 bilhões de dólares.

Em termos de ações, o gigante nova-iorquino perdeu 1,72 dólar nos três últimos meses do ano, o que é ainda mais pesado que o esperado pelo mercado, pois os analistas previam queda de 1,19 dólar.

Este é o quinto trimestre deficitário consecutivo anunciado pelo grupo.

Este novo resultado ruim pode ser explicado principalmente por perdas de 6,1 bilhões de dólares de créditos abertos pelo banco e a passagem de 6 bilhões de provisões de seus créditos duvidosos. O grupo teve também de prever 2 bilhões de custos de reestruturação e desvalorizar em suas contas o valor de ativos de alto risco no valor de 5,6 bilhões, segundo um comunicado.

No conjunto do ano, o Citigroup anunciou um resultado líquido negativo de 18,72 bilhões de dólares. Sua perda por ação é de 3,88 dólares, enquanto o mercado previa um déficit por ação da ordem de 3,24 dólares.

Em comunicado separado, o Citigroup anunciou que iria se reorganizar em dois estabelecimentos com contas separadas: suas atividades sadias vão voltar a ter seu nome histórico de Citicorp -em claro símbolo do fracasso da fusão há onze anos para formar o grupo atual, enquanto seus ativos de alto risco serão reagrupados no Citi Holdings.

"Em vista da situação atual da economia e dos mercados, decidimos acelerar a adoção de nossa estratégia de concentração em nossas atividades de base", explicou o diretor geral Vikram Pandit.

A tradução jurídica, fiscal e regulamentar de uma reorganização como esta vai ser extremamente complexa, reconheceu o banco, mas, em sua gestão, a reforma vai ser aplicada imediatamente e as contas do segundo trimestre serão apresentadas de acordo com esta nova organização.

As atividades sadias reagrupadas dentro do Citicorp reuniram as filiais do grupo no banco de investimento, o banco privado, os serviços às instituições financeiras, o banco do varejo e a atividade de cartão de crédito. A nova estrutura continuará sendo um banco universal no modo europeu, com uma presença em mais de 100 países.

"Graças à redução de seus riscos e à reorganização de suas funções, esperamos que o Citicorp seja uma empresa de alta rentabilidade e com crescimento elevado", destacou o banco americano.

O Citi Holding reagrupará as outras atividades do antigo "supermercado das finanças", considerado não essencial por Pandit. A meta será "maximizar o valor" de seus ativos, aproveitando as possibilidades de cessão ou fusão quando elas aparecerem, explicou o Citigroup.

No Citi Holding serão colocadas a participação de 49% na nova filial de distribuição de produtos financeiros a particulares Morgan Stanley Smith Barney, formada esta semana com o banco de negócios Morgan Stanley. Ainda há as atividades japonesas de Nikko Cordial e Nikko AM, a atividade de seguro da Primerica, as atividades de crédito ao consumo e os ativos de riscos cobertos pela garantia do estado americano.

Em outro comunicado, o Citigroup reconheceu implicitamente que a adoção desta reorganização agitada: um de seus administradores pediu demissão e outras estão previstas no conselho de administração, disse, sem identificar as pessoas envolvidas.

Dentro dos esforços de reorganização, o grupo cortou 29.000 empregos no quarto trimestre e 52.000 no acumulado do ano, dos quais uma parte por cessão de ativos, como a dos ativos do banco de varejo na Alemanha no Crédit mutuel.

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host