! Após troca de farpas, Uribe e Chávez estabelecem maior cooperação econômica - 25/01/2009 - AFP - Economia
UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

25/01/2009 - 10h21

Após troca de farpas, Uribe e Chávez estabelecem maior cooperação econômica

[selo]
CARTAGENA, Colômbia, 25 Jan 2009 (AFP) - Os presidentes da Colômbia, Alvaro Uribe, e da Venezuela, Hugo Chávez, estabeleceram no sábado medidas para enfrentar a crise econômica mundial, durante uma reunião na cidade portuária de Cartagena que marcou um novo rumo para as relações bilaterais, marcadas nos últimos anos por crises relacionadas às Farc.

Os governantes, em ambiente tranquilo, anunciaram a criação de uma comissão econômica e a constituição de dois fundos comuns para conceder crédito a microempresários e financiar obras de infraestrutura na fronteira.

O encontro aconteceu na Casa de Hóspedes Ilustres de Cartagena, 1.100 km ao norte de Bogotá.

Segundo o presidente venezuelano, a comissão terá a missão de "elaborar um conjunto de novos instrumentos, revisar os já existentes e fortalecê-los", para "resistir" à crise econômica.

Chávez disse que analisou com Uribe a crise e resumiu o pensamento dos dois países: "É uma ameaça para o mundo e começa a afetar com dureza os cinco continentes".

O comércio bilateral alcançou em 2008 o valor de 7,2 bilhões de dólares e o presidente venezuelano disse que espera elevar a quantia a US$ 10 bilhões em "pouco tempo".

A balança é favorável a Colômbia, com exportações de seis bilhões de dólares em 2008 - o que consolidou o país vizinho como seu segundo parceiro comercial, atrás apenas dos Estados Unidos -, contra US$ 1,2 bilhão de vendas venezuelanas.

Chávez explicou ainda que o fundo para microempresários terá um capital inicial de 200 milhões de dólares, dividido em partes iguais. Já o de infraestrutura será "de longo prazo e grande peso". Ele o comparou ao constituído entre Venezuela e China por 12 bilhões de dólares.

Uribe ressaltou que a reunião foi "muito produtiva" para atenuar a crise, enquanto o venezuelano disse que "fortaleceu a confiança" entre os dois países.

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host