! Citigroup desiste de receber avião particular para não irritar Washington - 27/01/2009 - AFP - Economia
UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

27/01/2009 - 14h55

Citigroup desiste de receber avião particular para não irritar Washington

[selo]
NOVA YORK, 27 Jan 2009 (AFP) - O grupo bancário americano Citigroup, que ganhou 45 bilhões de dólares do Estado federal, desistiu nesta terça-feira de receber um novo jato particular, um projeto que chegou a provocar a ira de Washington.

Sem confirmar claramente uma mudança de decisão, uma porta-voz do Citigroup destacou nesta terça-feira à AFP que o grupo "não tem qualquer intenção de receber um novo aparelho".

Na véspera, o Citigroup informara em breve declaração ter instalado em 2005 um programa de redução de sua frota de jatos, de cinco para dois, através da venda dos aparelhos existentes e da compra de novos aviões que consumam menos combustível.

"Recusar a recepção um aparelho encomendado significa pagar uma multa de milhões de dólares", alegou o banco na noite de segunda-feira, antes de voltar atrás poucas horas depois.

As informações publicadas pela imprensa sobre a compra de um Falcon 7X levaram o porta-voz da Casa Branca, Robert Gibbs, a comentar a aquisição em termos poucos amenos.

O presidente Barack Obama "considera que a utilização do dinheiro dos contribuintes deve ser monitorada com grande atenção, sobretudo quando se trata de injetar fundos nos bancos para que possam emprestar dinheiro", afirmou Gibbs.

O senador Carl Levin, do Michigan, feudo das grandes montadoras de carros americanas, foi além: "Permitir ao Citigroup comprar um avião caro, ainda mais de um construtor estrangeiro (no caso, o francês Dassault), num momento em que as montadoras de carros do país são obrigadas a vender os deles, constitui uma diferença de tratamento ridícula", disparou.

O Citigroup havia respondido inicialmente que "para as aquisições previstas de aparelhos, os fundos do plano de apoio ao sistema financeiro não serão utilizados". Além disso, "os lucros obtidos com a venda de nossa frota existente devem exceder o custo da substituição de aparelhos", chegou a anunciar o banco.

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host