UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

19/02/2009 - 07h37

Fed surpreende ao elevar taxa e Bolsas registram queda

A inesperada decisão do Federal Reserve (Fed, banco central americano) de elevar uma de suas taxas afetou a maioria das Bolsas ao redor do mundo nesta sexta-feira, com o temor do anúncio do fim das medidas excepcionais de flexibilização monetária adotadas para sair da crise.

O dólar se beneficiou da medida, com uma valorização em relação a outras moedas, incluindo o euro, que registrou a menor cotação em nove meses na comparação com a divisa americana.

Na quinta-feira, o Fed surpreendeu ao elevar a taxa interbancária de desconto em 0,25%, a 0,75%. A medida é especialmente significativa, pois representa o primeiro passo para a saída das medidas excepcionais de apoio ao crédito nos Estados Unidos, após a crise que deixou o sistema financeiro à beira do colapso ano passado.

No meio da manhã, a Bolsa de Londres permanecia estável, depois de registrar queda de 0,82% na abertura.

Frankfurt perdia 0,57% e Paris recuava 0,55% na abertura.

Na Ásia, a medida também afetou os mercados. A Bolsa de Tóquio registrou queda expressiva de 2,05%.

Seul caiu 1,68%, Hong Kong 2,59%, Cingapura 0,44% e Kuala Lumpur 0,1%, todos afetados pela decisão do Fed.

"A conclusão mais importante é que o Fed está começando a implementar uma política de saída da crise", disse Kathy Lien, diretora da Global Forex Trading.

A medida também ajudou a moeda americana, que durante a manhã viu o euro ser negociado a 1,3443 dólar, o menor nível desde 18 de maio.

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host