! Obama promete reduzir à metade déficit no orçamento - 23/02/2009 - AFP - Economia
UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

23/02/2009 - 22h21

Obama promete reduzir à metade déficit no orçamento

[selo]
WASHINGTON, EUA, 23 Fev 2009 (AFP) - O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, prometeu nesta segunda-feira reduzir à metade o déficit no orçamento federal, durante a "cúpula sobre responsabilidade fiscal", realizada na Casa Branca.

"Hoje me comprometo a reduzir à metade o déficit que herdamos, até o final do meu primeiro mandato", disse o presidente ao analisar o orçamento para o ano fiscal de 2010 (que começa em 1º de outubro), que terá por objetivo combater um déficit atualmente em mais de 1 trilhão de dólares.

O presidente apresentará a primeira versão do orçamento federal na quinta-feira, depois de ter conseguido a aprovação de um gigantesco plano de reativação - de 787 bilhões de dólares -, de ter tomado medidas para reduzir a onda de desapropriações e de ter anunciado um plano de apoio aos bancos.

Obama anunciou hoje a nomeação de Earl Devaney, inspetor-geral do departamento do Interior, para controlar o uso dos 787 bilhões do plano de reativação, cuja aplicação estará a cargo do vice-presidente, Joe Biden.

Através de Devaney, o governo "controlará o dinheiro dos contribuintes com um rigor e uma transparência jamais vistos", disse o presidente para dezenas de especialistas, parlamentares e governadores reunidos na Casa Branca.

Obama anunciou ainda que na próxima semana organizará uma reunião sobre a reforma do sistema americano de assistência médica, um dos principais focos do déficit federal.

O presidente, que prometeu durante sua campanha ampliar a cobertura médica aos 46 milhões de americanos que não têm assistência, advertiu que "o crescente custo da assistência médica é a maior fonte do nosso déficit".

"A longo prazo, teremos que enfrentar a questão da cobertura médica para recolocar os Estados Unidos no caminho de um orçamento sustentável", destacou o presidente.

Na terça-feira, Obama pronunciará seu primeiro grande discurso diante das duas câmaras do Congresso.

Este discurso e a apresentação do orçamento para o ano fiscal de 2010 mostrarão as sombrias perspectivas da economia americana, que atravessa sua pior crise desde os anos 30, mas também será uma oportunidade para Obama oferecer mais detalhes sobre sua política de redução do déficit e sobre como pensa em cumprir suas grandes promessas de campanha.

Obama herdou de seu antecessor, George W. Bush, um déficit vertiginoso, que o país não acumulava desde a Segunda Guerra Mundial. O gabinete de Orçamento do Congresso prevê uma dívida para o exercício 2008-2009 de 1,2 trilhão de dólares, o que representa 8,3% do Produto Interno Bruto do país.

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host