UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

03/03/2009 - 11h07

Grã-Bretanha abre caminho para compra da BSkyB pela News Corp.

LONDRES, 3 Mar 2011 (AFP) -O governo britânico anunciou nesta quinta-feira um acordo de princípio em relação à compra do grupo de TV paga BSkyB, indicando que a oferta da News Corp. não ameaça a pluralidade da informação no país.

Com este acordo de princípio, que ainda está sujeito a 15 dias de consultas antes da decisão final, o governo afirmou ter levado em consideração as propostas do grupo News Corp., do magnata Rupert Murdoch, para responder aos receios de seus concorrentes.

A News Corp. propôs separar a rede de informação Sky News do resto da BSkyB, transformando-a em uma "companhia independente", explicou em um comunicado o ministro da Cultura encarregado da questão, Jeremy Hunt.

Em junho do ano passado, a News Corp. fez uma oferta de 7,8 bilhões de libras (12,7 bilhões de dólares) em dinheiro para ficar com quase 61% do grupo britânico de televisão paga, do qual já possui 39,1%. Esta primeira proposta, entretanto, foi rejeitada pela BSkyB, que exigia um valor mais alto.

Na época, o projeto de compra foi extremamente criticado, por temores de "graves consequências" para a pluralidade da mídia.

Vários veículos da imprensa inglesa, como a BBC e o Daily Telegraph, se uniram para pedir ao governo que bloqueasse a operação. Até a Igreja Anglicana manifestou preocupação.

O grupo de Murdoch já é dono de um importante grupo de jornais britânicos (The Sun, News of the World, The Times, The Sunday Times), que representam mais de um terço do mercado da imprensa nacional - e apoiaram os conservadores durante a última campanha eleitoral.
Hospedagem: UOL Host