UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

05/03/2009 - 13h02

Merkel diz que Grécia não precisa de ajuda financeira

A chanceler alemã, Angela Merkel, estimou nesta sexta-feira, após um encontro com o primeiro-ministro grego, George Papandreou, em Berlim, que a Grécia não precisa atualmente de ajuda financeira e que a estabilidade da zona euro está "assegurada".

"A Grécia não pediu ajuda financeira", declarou a chanceler em uma entrevista coletiva ao lado do primeiro-ministro grego.

"A estabilidade da zona euro está garantida. Estou inclusive otimista e a Grécia não fez o pedido de ajuda financeira, acrescentou.

Os dois dirigentes evocaram a amizade entre os dois países e, em especial, os milhares de turistas alemães que viajam à Grécia. Papandreou chegou a Berlim em meio a um clima hostil.

A imprensa local mostra uma opinião pública alemã amplamente oposta a qualquer ajuda financeira à Grécia. O jornal mais lido do país, o Bild, apresentou o governo de Atenas como esbanjador e corrupto.

Papandreou respondeu secamente à acusação em uma entrevista nesta sexta-feira ao jornal Frankfurter Allgemeine Zietung: "Os gregos não têm a corrupção nos genes, assim como os alemães não têm o nazismo", disse.

Poucas horas antes da reunião entre Papandreou e Merkel, o ministro alemão de Economia, Rainer Bruderle, havia afirmado que seu país não daria um centavo à Grécia.

"Papandreou disse que não queria um centavo, mas de todas as formas, o governo alemão não dará um centavo", declarou Bruderle.

Bruderle se referia a outro trecho da entrevista dada pelo chefe de governo grego ao jornal alemão, na qual Papandreou assegura: "Não pediremos dinheiro. O que precisamos é um apoio da União Europeia e de nossos sócios para podermos contrair créditos nos mercados em melhores condições".

Na coletiva ao lado da chanceler alemã, Papandreou afirmou que vender as ilhas gregas não é uma solução para resolver a crise orçamentária em seu país.

"Acho que há soluções mais criativas para solucionar a questão do déficit do que vender nossas ilhas", lançou o primeiro-ministro grego.

Papandreou respondia a deputados alemães, que na véspera sugeriram à Grécia vender suas ilhas para ajudar a financiar sua dívida.

A esse respeito, o Bild deu a seguinte manchete: "Nós damos dinheiro a vocês, e vocês nos dão Corfu", em referência a uma ilha do Mar Jônico.

"O Estado grego deve vender suas propriedades, como por exemplo as ilhas não habitadas", insitiu o deputado liberal Frank Sch¤ffler, do partido FDP no poder.

Ouvido em seguida pelo canal de televisão N24, Sch¤ffler afirmou que financiar a Grécia é o mesmo que dá álcool a um alcólatra.

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host