UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

06/03/2009 - 06h06

China adverte para politização do valor do iuan

O presidente do Banco Central da China, Zhu Xiaochuan, advertiu neste sábado para a politização do tema da taxa de câmbio do iuan e ressaltou que a prioridade é a sua estabilidade no contexto econômico atual, que permanece cheio de "incertezas".

"A questão da taxa de câmbio às vezes é politizada. Nós nos opomos a isso", disse Zhu em uma entrevista coletiva à imprensa durante a reunião anual da Assembleia Nacional Popular (ANP, parlamento).

Destacando que o tema era "complexo", Zhu reiterou a posição constante das autoridades chinesas: "devemos continuar melhorando o mecanismo de formação da taxa de câmbio para que o renminbi (outro nome do iuan) siga basicamente estável em um nível razoável e equilibrado".

Zhu também ressaltou que "a resposta da China à crise financeira internacional contribuiu para a recuperação econômica mundial".

Ele advertiu também que as medidas excepcionais adotadas para enfrentar a crise, "cedo ou tarde, terão que ser abandonadas, com os riscos" que isso implica.

"Apesar dos atuais sinais de recuperação, o impacto da crise ainda é profundo. As bases da recuperação ainda não foram consolidadas, ainda há muita incerteza", disse Zhu.

"Teremos que ficar muito atentos para o momento que será escolhido para o abandono das políticas excepcionais. e isso incluirá a política de taxa de câmbio do renminbi", concluiu.

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host