! Petróleo despenca e fecha abaixo dos 50 dólares em NY e Londres - 30/03/2009 - AFP - Economia
UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

30/03/2009 - 16h48

Petróleo despenca e fecha abaixo dos 50 dólares em NY e Londres

[selo]
NOVA YORK, EUA, 30 Mar 2009 (AFP) - O barril de petróleo perdeu 7,6% de seu valor nesta segunda-feira em Nova York, e quase quatro dólares em Londres, debilitado pela recuperação do dólar e pela queda dos mercados financeiros.

Na New York Mercantile Exchange (Nymex), o barril de West Texas Intermediate (designação do "light sweet crude" negociado nos EUA) para entrega em maio afundou 3,97 dólares, a 48,41 dólares. A cotação, que chegou a 48,11 dólares durante a sessão, não fechava abaixo dos 50 dólares desde 18 de março.

Na Intercontinental Exchange de Londres, o barril de Brent do mar do Norte com o mesmo vencimento perdeu 3,99 dólares, encerrando a 47,99 dólares.

"Quando o dólar está em alta e a incerteza aumenta nos mercados financeiros, isso pesa sobre os preços das matérias-primas", explicou Phil Flynn, da Alaron Trading.

A moeda americana continuou se fortalecendo contra o euro nesta segunda-feira, chegando a 1,31 dólar por euro, o que encareceu o cru para investidores que negociam em outras moedas.

A bolsa de Nova York, barômetro da opinião dos investidores sobre as perspectivas econômicas, caía fortemente na hora do fechamento do mercado petroleiro, em consequência das esperanças de recuperação da demanda do ouro negro.

O mercado está preocupado com o futuro das montadoras americanas, depois que as autoridades dos Estados Unidos exigiram a saída do presidente da General Motors e evocou a possibilidade de que o gigante em crise recorresse à lei de falências.

Após subir na quinta-feira e chegar perto dos 55 dólares, seu nível mais alto em quatro meses, a cotação do barril de cru texano perdeu 1,96 dólar na sexta-feira.

"As esperanças de recuperação foram superestimadas", considerou Antoine Halff, do Newedge Group. "Acho que estamos diante da renovação das pressões para a baixa, de acordo com a relalidade do mercado", acrescentou.

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host