! Autoridades estudam "concordata controlada" para GM, diz "The New York Times" - 01/04/2009 - AFP - Economia
UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

01/04/2009 - 09h44

Autoridades estudam "concordata controlada" para GM, diz "The New York Times"

WASHINGTON, EUA, 1 Abr 2009 (AFP) - O governo dos Estados Unidos estuda levar a montadora General Motors (GM) a uma "concordata sob controle", convencendo alguns credores a aprovar um plano que dividiria o grupo em dois, informa o jornal "The New York Times".

Uma concordata estreitamente supervisionada pelas autoridades ficaria em algum lugar entre uma quebra precondicionada e um caos judicial, destaca o jornal em seu site.

"Ao invés de obter a assinatura do conjunto dos credores do grupo, como se exige tipicamente para acordos precondicionados, a administração utiliza a promessa de um financiamento pelos contribuintes".

Segundo o plano que está sendo elaborado pelo governo, a GM solicitaria um procedimento de quebra "combinada", recorrendo à seção 363 da lei de proteção a falências, para vender seus ativos saudáveis -com a possibilidade de incluir a Cadillac e a Chevrolet- a uma nova empresa financiada pelo governo, segundo o NYT, que lembra que os projetos estão em discussão e sujeitos a mudanças.

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host