! Justiça francesa autoriza a apreensão temporária de iate de Bernard Madoff - 06/04/2009 - AFP - Economia
UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

06/04/2009 - 13h25

Justiça francesa autoriza a apreensão temporária de iate de Bernard Madoff

ANTIBES, França, 6 Abr 2009 (AFP) - A justiça francesa autorizou a apreensão provisória de "um iate registrado como posse de uma empresa fantasma de Bernard Madoff" e ancorado no porto de Antibes, no sudeste da França, informou o fundo de gestão francês Meeschaert, responsável pela apreensão.

Uma ordem de apreensão foi afixada no próprio iate, batizado "Bull" e com uma bandeira das Ilhas Caymã, constatou domingo um jornalista da AFP.

Trata-se de um iate branco de 27 metros ancorado no porto Gallice, em Antibes.

Segundo o fundo Meeschaert, autorizado pelo tribunal de comércio de Antibes a efetuar a apreensão, o iate é "registrado no nome de uma empresa fantasma das Ilhas Caymã, constituída por Madoff por motivos fiscais e alfandegários".

FRAUDE
Reuters
A justiça francesa autorizou a apreensão do iate "Bull", de propriedade do megafraudador Bernard Madoff. Segundo fontes, o barco está registrado no nome de uma empresa fantasma das Ilhas Caymã, constituída por Madoff por motivos fiscais e alfandegários.
"Esta é apenas uma etapa da batalha jurídica que conduzimos desde dezembro para correr atrás do prejuízo sofrido por nossos clientes, enganados pelas ações fraudulentas de Bernard Madoff", declarou Cédric Meeschaert, presidente do grupo, em comunicado.

"O objetivo desta operação é preservar os direitos do Meeschaert para o futuro e obter um reconhecimento da dívida de Madoff com o fundo, avaliada em vários milhões de euros", destacou.

Outros três iates foram apreendidos pelas autoridades americanas na semana passada, na Flórida e em Long Island (leste de Nova York), como parte de uma operação para recuperar a maior parte dos ativos do gestor de fundos americano.

Bernard Madoff e sua esposa também possuem uma mansão no Cabo de Antibes, avaliada em um milhão de dólares. A casa também pode ser objeto de uma ordem de apreensão, avisou um advogado próximo ao caso, citado por um porta-voz do tribunal de Nova York.

Bernard Madoff, 70 anos, detido em 11 de dezembro e preso desde o dia 12 de março, montou uma gigantesca fraude de 50 bilhões de dólares.

A sentença deve ser pronunciada no dia 16 de junho, e o ex-empresário pode ser condenado à prisão perpétua.

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host