UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

27/04/2009 - 15h41

Petróleo fecha em queda em dia de fortalecimento do dólar

Os preços do petróleo caíram com força nesta terça-feira em Nova York, onde o barril de referência baixou para 82 dólares, afetado pelas inquietações em torno das dívidas soberanas da Europa e pelo fortalecimento da moeda americana.

No New York Mercantile Exchange (Nymex), o barril de West Texas Intermediate (designação de "light sweet crude" negociado nos EUA) para entrega em junho fechou em 82,44 dólares, uma queda de 1,76 dólares em relação a segunda-feira.

No InterContinentalExchange de Londres, o barril de Brent do Mar do Norte com igual vencimento teve queda de 1,05 dólar, a 85,78 dólares.

"Os crescentes temores sobre o risco da dívida soberana dos mercados internacionais foram o principal fator que afetou o mercado", afirmou Jason Schenker, da Prestige Economics.

Em queda na abertura, os preços se recuperaram depois que o índice de confiança dos consumidores superou as previsões nos Estados Unidos.

Mas dois rebaixamentos sucessivos por parte da agência de classificação de risco Standard and Poor's, da nota de Portugal e da Grécia, relegada à categoria especulativa, esfriaram os mercados, que tentavam superar o pessimismo da abertura.

Os anúncios provocaram um forte retrocesso do euro diante do dólar. A moeda europeia chegou inclusive a cair para 1,3212 dólar, aproximando-se de seus níveis mais baixos em um ano.

O fortalecimento do dólar encarece o petróleo para os investidores munidos de outras moedas.

Além disso, "os elementos básicos do mercado de petróleo nos Estados Unidos continuam sendo medíocres", afirmou Tom Bentz, do BNP Paribas.

A diferença de preços entre o contrato de referência atual, para entrega em junho, e o seguinte, para entrega em julho, é de mais de dois dólares, reflexo de estoques abundantes de petróleo nos Estados Unidos, particularmente no principal terminal, o de Cushing, em Oklahoma (centro-sul do país). Com o contrato para entrega em dezembro, a diferença sobe cerca de 7 dólares.

Segundo estimativas de analistas questionados pela Dow Jones Newswires, as reservas de petróleo nos Estados Unidos aumentaram 800.000 barris na semana passada. Os dados do departamento de Energia são esperados para a manhã de quarta-feira.

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host