! Lula e Sarkozy participarão na segunda-feira de mini-cúpula sobre o emprego - 13/06/2009 - AFP - Economia
UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

13/06/2009 - 10h41

Lula e Sarkozy participarão na segunda-feira de mini-cúpula sobre o emprego

[selo]
GENEBRA, Suíça, 13 Jun 2009 (AFP) - Os presidentes da França, Nicolas Sarkozy, e do Brasil, Luiz Inácio Lula da Silva, participarão na segunda-feira em Genebra da 98º Conferência da Organização Internacional do Trabalho (OIT), dedicada ao devastador impacto da crise no mercado de trabalho, e realizarão uma reunião bilateral.

Lula participará também nessa cidade suíça de uma reunião do Conselho de Direitos Humanos da ONU.

Na OIT, o mandatário brasileiro poderá fazer um novo apelo à construção de uma nova ordem econômica mundial baseada na distribuição das riquezas.

Sarkozy, por sua vez, "fará um discurso importante" no qual exporá "sua visão de modelo social que deseja ver surgir desta crise", adiantaram fontes da Presidência francesa.

Segundo as previsões mais sombrias da OIT, a quantidade de desempregados no mundo poderá dar um salto brutal em 2009, com um aumento de 39 milhões a 59 milhões, para atingir a cifra de 239 milhões.

O presidente francês poderá pedir, entre outras coisas, que os atores econômicos, financeiros e sociais sejam tratados da mesma maneira e que o papel da OIT seja reforçado no G20 das maiores potências industrializadas e emergentes.

A mini-cúpula da OIT, de 15 a 17 de junho, reunirá vários chefes de Estado e de Governo, entre eles a argentina Cristina Kirchner, o polonês Lech Kaczynski e a finlandesa Tarja Halonen, além de ministros do Trabalho, representantes sindicais e patronais.

"É um acontecimento político destinado a destacar a importância de uma liderança política que inclua no programa (dos governos) os temas de emprego e de proteção social", explicou nesta sexta-feira o diretor geral da OIT, o chileno Juan Somavía.

O objetivo é reduzir ao máximo a crise do emprego, que poderá durar de "seis a oito anos" e se estender para mais além da crise econômica se, segundo Somavía, "deixarmos as coisas como estão".

A reunião entre Lula e Sarkozy será realizada na sede da representação diplomática do Brasil, onde ambos os presidentes realizarão um almoço privado.

Uma fonte da Presidência brasileira disse à AFP que os dois governantes "terão uma agenda aberta", embora tenha adiantado que possam repassar os temas mais urgentes da agenda bilateral.

Brasil e França selarão uma "associação estratégica" que inclui importantes acordos de cooperação no setor militar. Sarkozy estará em Brasília no dia 7 de setembro, como convidado de honra nas celebrações do Dia da Independência brasileira.

Mas esta agenda adquiriu na semana passada uma nota trágica com o desaparecimento em pleno Oceano Atlântico de um avião Airbus da empresa Air France, que tinha decolado do Rio de Janeiro rumo a Paris com 228 pessoas a bordo.

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host