! A330: não há elementos suficientes para exigir troca de sensores - 19/06/2009 - AFP - Economia
UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

19/06/2009 - 16h08

A330: não há elementos suficientes para exigir troca de sensores

[selo]
BERLIM, Alemanha, 19 Jun 2009 (AFP) - A Agência Europeia de Segurança Aérea (AESA) afirmou nesta sexta-feira que ainda não dispõe de elementos suficientes para exigir a substituição obrigatória dos sensores Pitot, suspeitos de apresentar defeitos durante o voo da Air France que caiu no Oceano Atlântico entre Rio de Janeiro e Paris.

"À espera de resultados complementares das investigações sobre o acidente, nós prosseguimos com nossa avaliação técnica, que não justifica, no momento, uma medida específica nessa caso, como a substituição geral dos sensores 'Pitot'", informou à AFP o porta-voz da agência, encarregada da certificação dos aviões na Europa.

A AESA deixa, no entanto, "a porta aberta para uma medida nesse sentido, mas no momento não posso dizer se vai será tomada esse tipo de decisão", acrescentou o porta-voz Daniel H¶ltgen.

"As informações que analisamos em nossa avaliação técnica não permitem tomar essa decisão", acrescentou.

Nenhuma ligação foi feita por enquanto entre um mau funcionamento das sondas de medidas de velocidade equipando o Airbus do voo AF 447 Rio-Paris e o acidente.

O BEA, encarregado de determinar a origem do acidente, advertira quarta-feira "os que constroem explicações e cenários" em volta do acidente do AF 447 que deixou 228 mortos em 1 de junho.

Questionado sobre as hipóteses evocadas na imprensa - principalmente as que apontam que as sondas Pitot, que medem a velocidade em voo, poderiam ter provocado a catástrofe - o diretor do BEA, Paul-Louis Arslanian, respondeu: "Por enquanto, não podemos dizer, e ninguém pode dizer, o que aconteceu".

Segunda-feira, a AESA também explicou que, para pedir a substituição destas sondas nos aparelhos, era necessário que "o novo material ou a substituição fossem úteis" e que as "novas sondas fossem mais eficientes".

Sem esperar as conclusões da AESA, Air France substituiu todas as sondas de medida de velocidade em seus aviões A330 e A340.

A queda do A330 da Air France do dia 1º de junho deixou 228 mortos.

Até o momento, foram localizados 50 corpos nas operações de busca em uma área de 19.000 km2.

Segundo fontes ligadas à investigação no Brasil, o processo de identificação formal dos corpos resgatados das vítimas deve começar no domingo, em Recife.

As necropsias de 49 dos 50 corpos recuperados foram iniciada no Instituto Médico-Legal de Recife e quase a metade deles já foram examinados.

Os médicos legistas brasileiros e franceses vão comparar esses expedientes com os dados "ante-mortem" obtidos a partir de elementos entregues por familiares.

As operações de busca dos restos do aparelho como de outras vítimas prosseguiam.

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host