! OCDE prevê recessão no Brasil em 2009 e forte recuperação em 2010 - 24/06/2009 - AFP - Economia
UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

24/06/2009 - 11h18

OCDE prevê recessão no Brasil em 2009 e forte recuperação em 2010

[selo]
PARIS, França, 24 Jun 2009 (AFP) - A economia brasileira sofrerá uma contração de 0,8% este ano, mas terá um recuperação vigorosa em 2010, com um crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) de 4%, afirma a Organização para a Cooperação e o Desenvolvimento Econômicos (OCDE) em suas novas previsões.

Segundo a OCDE, de um modo geral a recuperação econômica mundial está a caminho, mas será frágil, e os Estados enfrentarão graves desequilíbrios macroeconômicos provocados pelo desemprego e os déficits.

A economia do Brasil entrou oficialmente em recessão no primeiro trimestre deste ano, com a queda de 0,8% do PIB, após um retrocesso de 3,6% nos últimos três meses de 2008.

O relatório divulgado nesta quarta-feira pela OCDE, da qual o Brasil não faz parte, afirma que "após a nova desaceleração no primeiro trimestre, a atividade parece estar se recuperando, com uma expansão da produção industrial.

A OCDE prevê ainda um fortalecimento da demanda interna no segundo semestre de 2009.

Apesar disso, a organização prevê uma contração de 10,5% do volume de exportações em 2009, com uma alta de 3,5% no próximo ano. O volume de importações deve cair 13% este ano e subir 4% em 2010.

Sobre a inflação, a OCDE prevê um índice de 4,2% em 2009 e 2010. O documento lembra que desde o início do ano o Banco Central reduziu a taxa básica de juros em 4,5 pontos percentuais, de 13,75% a 9,25%, e completa que são possíveis novos cortes, menores, nos próximos meses".

Por fim, em seu relatório geral, a organização revisou para cima, pela primeira vez em dois anos, as previsões de crescimento para região, após constatar sinais de moderação na desaceleração econômica.

"O pior cenário parece ter sido evitado", completa a OCDE.

A instituição, que agrupa 30 países ricos, prevê uma queda do Produto Interno Bruto (PIB) de sua região de 4,1% este ano, antes de uma alta de 0,7% em 2010. A previsão é melhor que a de março (-4,3% para 2009, -0,1% para 2010).

A OCDE destaca também que a recuperação acontecerá de maneira dispersa.

A melhora será mais acentuada nos Estados Unidos, cujo PIB registrará contração de 2,8% em 2009, antes da retomada do crescimento em 2010 (+0,9%).

Estas são as previsões de crescimento, inflação e desemprego para 2009 e 2010 nos principais países da OCDE.

Crescimento 2009 2010

---------------------------------------

OCDE: -4,1% +0,7%

EUA: -2,8% +0,9%

Japão: -6,8% +0,7%

Zona euro: -4,8% 0,0%

Alemanha -6,1% +0,2%

Grã-Bretanha: -4,3% 0,0%

França: -3,0% +0,2%

Itália: -5,5% +0,4%

Canadá: -2,6% +0,7%

Espanha: -4,2% -0,9%

México: -8,0% +2,8%

Desemprego:

-----------

OCDE: 8,5% 9,8%

EUA: 9,3% 10,1%

Japão: 5,2% 5,7%

Zona euro: 10,0% 12,0%

Alemanha: 8,7% 11,6%

Grã-Bretanha: 8,2% 9,7%

França: 9,7% 11,2%

Itália: 8,4% 10,2%

Canadá: 8,6% 9,8%

Espanha: 18,1% 19,6%

México: 5,7% 6,9%

Inflação (índice de preços ao consumidor):

----------

EUA: -0,6% +1,0%

Japão: -1,4% -1,4%

Zona euro: +0,5% +0,7%

Alemanha +0,3% +0,4%

Grã-Bretanha: +1,9% +1,2%

França: +0,3% +0,7%

Itália: +1,1% +1,2%

Canadá: +0,1% +1,0%

Espanha: -0,1% +0,3%

México: +5,4% +3,1%

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host