! Venezuela proibe campanha que defende a propriedade privada - 03/07/2009 - AFP - Economia
UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

03/07/2009 - 14h17

Venezuela proibe campanha que defende a propriedade privada

CARACAS, Venezuela, 3 Jul 2009 (AFP) - Uma campanha publicitária em defesa da propriedade privada foi proibida nesta sexta-feira na Venezuela, anunciou Diosdado Cabello, ministro de Obras Públicas, pasta à qual está subordinada a Comissão de Telecomunicações.

"A partir deste momento se abre um processo punitivo, tanto quanto às emissoras de rádio e televisão, como quem criou a propaganda", afirmou o ministro à imprensa.

A campanha, que Cabello classificou de "propaganda enganosa", começou há poucas semanas enquanto a Assembleia Nacional (Parlamento) discutia um projeto de lei de propriedade social.

Uma das propagandas mostra um homem totalmente nu e afirma: "a lei de propriedade social tira o que é seu. Não à lei cubana".

O ministro insinuou, além disso, que o dinheiro que financia a campanha pode ter origem ilegítima.

Cabello anunciou a abertura de procedimentos administrativos contra 86 emissoras de rádio AM, 154 FM, 10 televisões VHF e 35 UHF por não terem comparecido ante a Comissão de Telecomunicações para atualizar seus dados.

Em 2007, a tv privada RCTV saiu do ar porque o governo de Hugo Chávez se negou a renovar sua licença.

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host