! Lucro mundial do Santander cai 4,5% no semestre; filial Brasil lançará ações - 29/07/2009 - AFP - Economia
UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

29/07/2009 - 12h01

Lucro mundial do Santander cai 4,5% no semestre; filial Brasil lançará ações

MADRI, Espanha, 29 Jul 2009 (AFP) - O maior banco espanhol, o Santander, anunciou nesta quarta-feira uma queda de 4,5% de seu lucro mundial no primeiro semestre do ano, em relação ao mesmo período do ano anterior, e pretende lançar uma oferta de ações de sua filial no Brasil.

O Santander seguiu assim a esteira de 2008, ano em que os lucros caíram 2% (8,876 bilhões de euros; 12,627 bilhões de dólares) e do primeiro trimestre de 2009, quando os ganhos caíram 5%.

Os lucros líquidos do primeiro semestre foram de 4,51 bilhões de euros, anunciou o Santander em um comunicado nesta quarta-feira.

No segundo trimestre de 2009, os lucros foram de 2,42 bilhões de euros, contra 2,52 bilhões no mesmo período de 2008, resultado melhor que o esperado pelos analistas e o segundo melhor exercício trimestral da história do grupo, superado somente pelo segundo trimestre de 2008.

Na América Latina, região que garante ao banco 34% de seu lucro total, os ganhos, geralmente em alta, caíram 4% (1,806 bilhão de euros, 2,405 bilhões de dólares) no primeiro semestre.

Apesar disso, o Brasil, onde o Santander está fortemente implantado, registrou lucro de 12% (961 milhões de euros; 1,367 bilhão de dólares).

O conselheiro delegado da entidade, Alfredo Sáenz, anunciou ainda nesta quarta-feira que o banco pretende lançar 15% de sua filial brasileira em "ações novas" no mercado.

"O objetivo do banco é reforçar o capital de sua filial brasileira e agregar-lhe valor", indicou o jornal espanhol El País semana passada.

O Santander lançaria a partir de setembro uma oferta de entre 4 bilhões e 6 bilhões de reais, segundo o jornal Valor Econômico citado pelo El País na ocasião.

O responsável do Santander para a América Latina, Francisco Luzón, declarou recentemente que o "Santander é a coluna vertebral do sistema financeiro latino-americano" por "tamanho, por diversificação em países e por posição e cota nos principais sistemas da região": 12% no Brasil, 16% no México, 22% no Chile e 17% na Argentina.

Na Europa, região que representa 50% dos lucros do banco, o aumento dos ganhos foi de 41% no primeiro semestre, após a compra dos bancos Alliance&Leicester e Bradford&Bingley.

O Santander reconheceu que a crise financeira e a desaceleração econômica implicaram em um menor crescimento da atividade.

Para 2009, o Santander disse que espera manter o lucro de 2008.

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host