! Diretor do Kerviel é investigado por crime de informação privilegiada - 06/08/2009 - AFP - Economia
UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

06/08/2009 - 15h16

Diretor do Kerviel é investigado por crime de informação privilegiada

PARIS, França, 6 Ago 2009 (AFP) - Jean-Pierre Mustier, ex-diretor da corretora de investimentos Jerome Kerviel, famosa por ter causado um prejuízo de 4,9 bilhões de euros ao banco Société Générale, está sendo investigado pelo crime de uso de informação privilegiada e deve deixar o banco, segundo um comunicado da instituição.

Um membro do conselho administrativo da mesma entidade bancária, Robert Day, também está sendo investigado pelo AMF, organismo de vigilância financeira da França.

Segundo a revista Nouvel Observateur, Mustier se desfez de todo o seu portfólio de ações e da metade de suas ações do Societé Générale em agosto de 2007, antecipando-se a uma queda dos mercados.

Day, por sua vez, vendeu por 40,5 milhões de euros suas ações do Societé Générale em 18 de janeiro de 2008, dia em que surgiram as primeiras suspeitas do escândalo Kerviel.

Desde então, cerca de 100 acionistas do Societé Générale já apresentaram denúncia por "manipulação de preços" e "informação privilegiada".

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host