! Assessor de Madoff admite cumplicidade na fraude - 11/08/2009 - AFP - Economia
UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

11/08/2009 - 19h21

Assessor de Madoff admite cumplicidade na fraude

NOVA YORK, EUA, 11 Ago 2009 (AFP) - Um assessor de Bernard Madoff admitiu nesta terça-feira sua cumplicidade na maior fraude da história de Wall Street e prometeu cooperar com as autoridades americanas.

"O fato claro e simples é que Bernie Madoff sabia, eu sabia e outros sabiam" da imensa fraude, disse Frank DiPascali ao se declarar culpado diante do juiz Richard Sullivan. "Tudo era mentira. Tudo era ficção".

DiPascali, o principal assessor financeiro de Madoff, se tornou assim o primeiro cúmplice processado a admitir sua culpa na fraude de 65 bilhões de dólares.

Madoff já cumpre pena de 150 anos de prisão.

Os promotores apresentaram hoje uma lista de 10 acusações contra DiPascali, incluindo conspiração, fraude financeira, falsificação, fraude postal, lavagem de dinheiro, perjúrio e sonegação fiscal.

O principal assessor de Madoff pode ser condenado a até 125 anos de prisão.

A autoridade reguladora da Bolsa, criticada por não ter impedido a gigantesca "pirâmide" de Madoff, anunciou hoje que também acusará DiPascali por fraude.

Como principal agente financeiro do negócio de investimentos de Madoff (Bernard L. Madoff Investment Securities), DiPascali tinha conhecimento de todas as operações.

Segundo a imprensa americana, DiPascali poderá fornecer aos investigadores as informações necessárias para se processar outros membros do esquema de Madoff.

Até o momento, apenas Madoff e seu contador, David Friehling, tinham sido acusados pela fraude. Madoff se declarou culpado de todas as acusações, mas afirmou que trabalhava só, e o envolvimento de Friehling não pôde ser demonstrado.

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host