! Wall Street rompe série de cinco sessões consecutivas de alta - 11/09/2009 - AFP - Economia
UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

11/09/2009 - 18h35

Wall Street rompe série de cinco sessões consecutivas de alta

NOVA YORK, EUA, 11 Set 2009 (AFP) - As Bolsas americanas fecharam em queda nesta sexta-feira, após cinco sessões consecutivas de alta: o Dow Jones perdeu 0,23% e o Nasdaq, 0,15%.

O Dow Jones Industrial Average caiu 22,07 pontos, para 9.605,41 unidades, e o Nasdaq recuou 3,12 pontos, para 2.080,90, segundo dados definitivos do fechamento.

O índice ampliado Standard & Poor's 500 perdeu 0,14%, ficando em 1.042,73 unidades.

"O mercado esteve calmo, houve uma leve alta mais cedo e depois caiu", resumiu Mace Blicksilver, da Marblehead Asset Management.

A Bolsa foi vítima de realizações de lucro de fim de semana, segundo o analista, após cinco sessões consecutivas de altas, que levaram o mercado a seu nível mais alto em quase 10 meses.

Os indicadores do dia foram mistos.

"Os dados da confiança dos consumidores são bons e muito coerentes com a ideia de que a economia está se recuperando e continuará assim, mas os da inflação são muito fortes", explicou Hugh Johnson, da Johnson Illington Advisors.

"Há temores de que a boa notícia de uma economia em recuperação seja ofuscada ou neutralizada pela má notícia de um aumento de preços ou das taxas de juros", acrescentou o analista.

O índice de confiança dos consumidores americanos medido pela universidade de Michigan subiu mais que o previsto em setembro, ficando em 70,2 pontos, segundo previsão publicada nesta sexta-feira.

No que se refere aos preços, os dos produtos importados nos EUA aumentaram 2,02% em agosto em relação ao mês anterior.

O mercado foi fragilizado pelos valores da energia, no contexto de uma queda dos preços de petróleo nesta sexta-feira, e pelos valores financeiros, destacou Mace Blicksilver.

O mercado de obrigações ficou estável no final da sessão. O rendimento dos bônus do Tesouro ficou em 3,343%, contra 3,342% na noite de quinta-feira, e o dos títulos a 30 anos fechou a 4,175%, assim como na véspera.

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host