! Pequim denuncia grave medida de protecionismo comercial dos EUA - 12/09/2009 - AFP - Economia
UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

12/09/2009 - 10h15

Pequim denuncia grave medida de protecionismo comercial dos EUA

PEQUIM, China, 12 Set 2009 (AFP) - Pequim se declarou firmemente contrária a uma "medida de grave protecionismo comercial" dos Estados Unidos depois da decisão de Washington de impor tarifas extras às importaçõs de pneus chineses.

A China também anunciou que se reserva o direito de reagir a uma medida que não apenas viola as regras da Organização Mundial do Cómercio, como os compromissos dos Estados Unidos na cúpula financeira do G20, segundo declarou o porta-voz do ministério do Comércio, Yao Jian, em comunicado on-line.

"No contexto de crise econômica mundial, trata-se de um exemplo muito ruim e a China se reserva o direito de reagir", enfatizou.

O presidente Barack Obama assinou na sexta um decreto que impõe tributações alfandegárias adicionais aos pneus para automóveis de turismo e veículos leves provenientes da China por um período de três anos a fim de preservar as empresas americanas, segundo a Casa Branca em um comunicado.

Estes tributos serão de 35% no primeiro ano, 30% no segundo e 25% no terceiro.

A China pediu no mês passado que os Estados Unidos desistissem dessa medida a fim de preservar a o desenvolvimento das relações bilaterais.

Washington já havia decidido durante a semana impor tarifas aos tubos importados da China para a indústria petroleira, e Pequim reagiu com indignação.

Segundo o comunicado oficial, as exportaçõe de pneus chineses não prejudicam a produção americana e, inclusive, caíram 16% em termos anuais no primeiro semestre deste ano.

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host