! Mundo sai da crise, mas recuperação é frágil, diz Strauss-Kahn - 16/09/2009 - AFP - Economia
UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

16/09/2009 - 11h16

Mundo sai da crise, mas recuperação é frágil, diz Strauss-Kahn

VARSÓVIA, 16 Set 2009 (AFP) - O diretor gerente do Fundo Monetário Internacional (FMI), Dominique Strauss-Kahn, afirma em entrevista à revista polonesa Polityka que o mundo está a ponto de sair da crise, mas que a recuperação é frágil.

"Os indicadores mais recentes confirmam uma estabilização da economia mundial. Esta começa a sair da crise. Alguns países voltaram inclusive ao caminho do crescimento", destacou Strauss-Kahn.

"A Ásia é a mais avançada neste caminho, mas a situação também está melhorando na América e na Europa ocidental", completou.

"No entanto, a recuperação é frágil. A demanda privada continua sendo frágil, as tensões financeiras pesam no consumo, o que significa que estão sem uso capacidades de produção na economia e que o desemprego seguirá aumentando durante um certo tempo", disse Strauss-Kahn.

O diretor do FMI minimizou os riscos de que a crise conheça uma segunda queda.

"O pior da recessão ficou para trás, mas a recuperação será gradual. Nosso prognóstico não prevê uma recessão de fundo duplo. A economia mundial se fortalecerá até o fim do ano e em 2010", acrescentou.

Segundo ele, também não existem riscos de hiperinflação em consequência do apoio financeiro à economia por parte dos governos.

"Pelo contrário, esperamos que a inflação mundial seja limitada no próximo ano, em virtude do ritmo gradual da recuperação", explicou.

Strauss-Kahn defendeu ainda a necessidade de reformas no mercado mundial, melhorando a vigilância do setor financeiro, modernizando a luta contra a crise e reforçando a coordenação internacional para prevenir novas crises econômicas.

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host