! Wall Street segue no azul em meio ao otimismo sobre economia - 16/09/2009 - AFP - Economia
UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

16/09/2009 - 18h28

Wall Street segue no azul em meio ao otimismo sobre economia

NOVA YORK, EUA, 16 Set 2009 (AFP) - A Bolsa de Nova York atingiu seu mais alto nível em 11 meses, puxada por indicadores econômicos que apontam para uma reativação econômica no terceiro trimestre: Dow Jones ganhou 1,12% e Nasdaq, 1,45%.

O Dow Jones Industrial Average avançou 108,30 pontos, a 9.791,71 unidades, e o Nasdaq, de alto componente tecnológico, subiu 30,51 pontos, a 2.133,15.

O índice ampliado Standard & Poor's 500 ganhou 1,53% (16,13 pontos), a 1.068,76 unidades.

Do mesmo modo que o Dow Jones, o S&P chegou a seu nível mais alto desde o ínicio de outubro de 2008, e o Nasdaq desde o final de setembro.

"A boa notícia é que toda a atividade dos últimos dias foi melhor que o previsto", explicou Hugh Johnson, da Johnson Illington Advisors.

O mercado aproveitou o novo incremento da produção industrial nos Estados Unidos, de 0,8% em relação a julho.

Estes indicadores confirmam que a "economia se recupera e que Ben Bernanke tem razão", disse Hugh Johnson, sobre as declarações do presidente do Federal Reserve de que a recessão "muito provavelmente terminou".

"Temos comentários de empresas que sugerem melhorias em seus setores (...) e certamente uma estabilização no mercado imobiliário, e é possível que a devolução de impostos concedida aos compradores da primeira residência seja prorrogada", destacou Lindsay Piegza, de FTN Financial.

"Tudo isto destaca a ideia de que temos um crescimento sólido no terceiro trimestre, provavelmente mais sólido do que se imaginava, dado que os consumidores estão voltando", disse a analista, sobre o incremento das vendas no varejo.

Os investidores também comemoraram o anúncio da compra da empresa de software Omniture, por 1,8 bilhão de dólares, pela Adobe.

No mercado obrigatório, o rendimento dos bônus do Tesouro a 10 anos fechou a 3,471%, contra 3,452% na noite de terça-feira. Os títulos a 30 anos encerraram em 4,266%, contra 4,262%.

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host