! Fabricante dos Kalashnikov está ameaçado de falência - 22/09/2009 - AFP - Economia
UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

22/09/2009 - 15h05

Fabricante dos Kalashnikov está ameaçado de falência

MOSCOU, Rússia, 22 Set 2009 (AFP) - O tribunal de arbitragem da região russa de Udmurtiya recebeu um pedido de declaração de quebra do fabricante do famoso fuzil de assalto Kalashnikov, que vem enfrentando falta de pedidos e falsificações, indicou nesta terça-feira a imprensa russa.

Este pedido de liquidação judicial contra o fabricante de armas Izhmash foi aceito para ser examinado pelo tribunal de Udmurtiya, a região onde o fuzil é fabricado, informaram o jornal Gazeta e a agência de notícias Interfax.

A audiência da corte sobre este pedido será dia 7 de outubro, indicaram estas fontes, citando o tribunal.

O pedido de liquidação foi apresentado por uma empresa da capital regional chamada Gremikha. Mas o tribunal de arbitragem não explicou sua relação com o fabricante de armas.

Izhmash fabrica o famoso Kalashnikov, o fuzil de assalto mais famoso do mundo, que foi desenvolvido por Mikhail Kalashnikov nos anos 40 na época soviética e é utilizado tanto por militares como por guerrilheiros em todo o mundo devido à sua simplicidade e solidez.

A Gazeta indicou que, apesar de sua fama, a companhia, na qual a empresa estatal Tecnologias Russas possui 57%, está sofrendo os efeitos da crise econômica e a diminuição dos pedidos.

Segundo este pedido, a empresa tem dívidas vendidas de quase 13 milhões de dólares.

De acordo com a direção da fábrica, são fabricados por anos 900.000 fuzis falsificados.

Na época soviética, Moscou deu licenças de produção a 20 países aliados, inclusive Cuba, Bulgária, Polônia, China, Coreia do Norte, Líbia e Irã. Estas autorizações já não são válidas, mas estes países continuam fabricando e vendendo Kalashnikovs a preços muito baixos.

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host