UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

02/11/2009 - 11h01

Bolsas asiáticas sofrem perdas com notícias ruins dos EUA

HONG KONG, 2 Nov 2009 (AFP) - As Bolsas asiáticas, com exceção de Xangai, registraram baixas expressivas nesta segunda-feira após as perdas de sexta-feira em Wall Street e do pedido de concordata do grupo financeiro americano CIT, que renovaram os temores sobre a resistência da recuperação econômica.

Os investidores deixaram para trás rapidamente os dados de que os Estados Unidos saíram da recessão no terceiro trimestre e se centraram na queda de Wall Street, onde renasceram as inquietações sobre a saúde do sistema financeiro.

Assim, as Bolsas da Ásia sofreram com atraso nesta segunda-feira o que aconteceu na sexta-feira em Nova York, que fechou em forte queda, com o Dow Jones cedendo 2,51% e a Nasdaq 2,50%.

Tóquio recuou 2,31%, Sydney 2,21%, Hong Kong 1,72% e Seul 1,37%.

A exceção foi a Bolsa de Xangai, que subiu 2,70% graças às previsões de crescimento sustentável na China, que permitiu compensar as tomadas de lucros no mercado ChiNext.

Mas esta alta não mudou o panorama geral, afetado pela notícia divulgada no domingo de que o grupo financeiro americano CIT, especializado em empréstimos para pequenas empresas, se submeterá ao capítulo 11 da lei de falências.

Com ativos avaliados em 71 bilhões de dólares, a concordata do CIT é a quinta maior na história dos Estados Unidos, depois do Lehman Brothers (2008), Washington Mutual (2008), WorldCom (2002) e General Motors (2008).

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host