UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

06/11/2009 - 18h58

Aumento do desemprego nos EUA derruba petróleo em NY e Londres

NOVA YORK, EUA, 6 Nov 2009 (AFP) - Os preços do petróleo sofreram uma forte queda nesta sexta-feira em Nova York e Londres, perdendo mais de 2 dólares, em um mercado assustado com o aumento do desemprego nos Estados Unidos em outubro, que pode levar a uma queda da demanda de cru.

Na New York Mercantile Exchange (Nymex), o barril de West Texas Intermediate (designação do "light sweet crude" negociado nos EUA) para entrega em dezembro terminou a 77,43 dólares, uma queda de 2,19 dólares.

Com esta queda de 2,75%, o mercado viu praticamente anulados seus lucros da semana. Há extamente uma semana, o WTI fechava a 77 dólares.

Na InterContinentalExchange de Londres, o barril de Brent do mar do Norte com o mesmo vencimento perdeu 2,12 dólares, a 75,87.

"O mercado recebeu uma bofetada", afirmou Phil Flynn, da PFG Best Research, com o aumento do desemprego em outubro, a 10,2%, seu nível mais alto desde abril de 1983.

A economia americana perdeu 190.000 postos de trabalho no mês passado, menos que em setembro, mas bem mais que em agosto, segundo o departamento do Trabalho. A queda do número de demissões é menor que a esperada pelos analistas.

"Estes números do emprego não são um bom sinal para uma alta da demanda de energia, principalmente no que diz respeito aos consumidores", destacou Phil Flynn.

"Isto coloca em evidência os desafios que precisaremos superar no futuro. Os preços da energia estão muito altos por causa da desvalorização do dólar, e o desemprego elevado pode acentuar a pressão sobre o consumidor, tornando mais difícil a recuperação da recessão", advertiu o analista.

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host