UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

09/11/2009 - 11h08

Natal na Europa será marcado pela austeridade

PARIS, 9 Nov 2010 (AFP) -O próximo Natal dos europeus será marcado por uma redução de gastos, em consequência das políticas de austeridade dos governos, segundo um estudo sobre as intenções dos consumidores de 19 países.

O estudo de mercado elaborado pela empresa de consultoria Deloitte no fim de setembro com 20.655 pessoas mostra que os europeus reduzirão em 2,5%, na média, os gastos de Natal, que incluem presentes, alimentos e viagens.

Os espanhóis gastarão 5,4% a menos que no ano passado, com uma média de 655 euros (911 dólares) por pessoa, valor similar ao dos franceses (605 euros) e ao dos italianos (640 euros).

Os franceses gastarão 4,4% menos que em 2009, e os italianos, 3,5% menos.

Os gregos, no entanto, serão os que mais devem apertar os cintos nas comemorações de fim de ano, reduzindo seus gastos em até 21% a 410 euros, seguidos pelos ucranianos, que cortarão 14,8% e gastarão cerca de 280 euros.

Os russos, por sua vez, devem reduzir em 7,3% o orçamento das festas, gastando em média 385 euros. Já os irlandeses devem cortar 10,6%, mas gastarão cerca de 1.020 euros.

Do outro lado da balança, Luxemburgo, Suíça e Alemanha, onde a situação econômica está "mais saudável", serão prudentes em seus gastos de Natal, mas devem gastar cerca de 1.200 euros em média.

"Podemos esperar que a magia do Natal faça com que (os europeus) esqueçam de seu dia a dia , mas certamente não estão em seu melhor momento", estimou Antoine de Riedmatten, da Deloitte.

Ao todo, 94% dos europeus afirmaram que a intenção é comprar presentes "úteis", equanto 81% prevê comprar menos presentes; 77% dará presentes mais baratos e 84% dará prioridade às promoções.

Na hora de escolher o que dar, os presentes mais procurados serão cosméticos e chocolates.

"Não são presentes dos sonhos, mas há menos risco de errar", explicou Riedmatten.
Hospedagem: UOL Host