UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

10/11/2009 - 16h06

Acordo em Copenhague afetaria a receita da Opep

LONDRES, Reino Unido, 10 Nov 2009 (AFP) - Um acordo sobre o clima em dezembro, em Copenhague, afetaria a receita dos países produtores de petróleo porque reduziria drasticamente a demanda, assinalou nesta terça-feira o diretor de pesquisas da Agência Internacional de Energia (AIE), ao apresentar suas perspectivas anuais, em Londres.

A AIE cifrou em 4 trilhões de dólares até 2030 a perda dos países produtores com a adoção das chamadas políticas "verdes".

Se não houver mudança nas políticas energéticas, "a receita da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) ficaria em 28 trilhões de dólares entre 2008 e 2030. Mas com a adoção de medidas decisivas contra a mudança climática, a receita seria drasticamente reduzida, como as que permitiriam limitar em 450 ppm (partes por milhão) as emissões de C02, afirmou Fatih Birol, seu diretor de pesquisas.

Por sua vez, a concentração de gases de efeito estufa na atmosfera limitando-se a 450 ppm permitiria, segundo os cientistas, limitar o aumento da temperatura a 2 graus centígrados.

Sem alteração das políticas energéticas atuais, a demanda por petróleo deverá alcançar os 105,2 milhões de barris diários (mbd) em 2030. Em troca, se forem limitadas as emissões, a demanda totalizará, apenas, 89 mbd, explicou a AIE.

Com a aprovação de medidas decisivas contra o aquecimento climático portanto, a perda da receita seria de 4 trilhões de dólares", precisou a agência em seu informe.

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host