UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

19/11/2009 - 21h26

Empresários brasileiros não cumprem acordos, diz diplomata argentino

BUENOS AIRES, Argentina, 19 Nov 2009 (AFP) - Setores empresariais de São Paulo ignoram os acordos comerciais que o Brasil firma com a Argentina, denunciou nesta quinta-feira o secretário argentino de Relações Econômicas Internacionais, Alfredo Chiaradía.

"Há setores privados de São Paulo que ignoram descaradamente os acordos setoriais", disse Chiaradía em entrevista coletiva convocada para comentar o resultado da reunião entre os presidentes Luiz Inácio Lula da Silva e Cristina Kirchner.

Os dois líderes não conseguiram em Brasília atenuar a tensão comercial provocada por medidas protecionistas, mas decidiram intensificar os contatos bilaterais em busca de soluções.

Chiaradía destacou que faz falta "um pouco mais de intervenção do Estado nos acordos entre o setor privado", em razão da resistência observada nos meios empresariais.

O diplomata estimou que apesar dos problemas, a reunião entre Lula e Kirchner "foi um avanço", mas criticou os setores brasileiros que exigem o fim da relação entre os dois países no âmbito do Mercosul.

"Ninguém é tão grande que possa prescindir da Argentina a nível comercial".

No fim de outubro, o Brasil freou as importações argentinas de farinha de trigo, azeite, aço, vinho e frutas, e dificultou a entrada no país de caminhões argentinos com mercadorias perecíveis.

A decisão brasileira foi interpretada na Argentina como uma medida de represália aos entraves impostos aos eletrodomésticos brasileiros.

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host