UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

26/11/2009 - 11h32

Obama promete recuperação econômica no Dia de Ação de Graças

WASHINGTON, EUA, 26 Nov 2009 (AFP) - O presidente Barack Obama prometeu arrumar a economia dos Estados Unidos durante um discurso no Dia de Ação de Graças, mas admitiu que o país ainda está criando poucos empregos.

Ao reconhecer que milhões de americanos estão desempregados e enfrentam um momento econômico muito difícil, Obama disse que não descansará até que a economia seja reconstruída com mais força que antes.

"Os investimentos que temos feito e as medidas duras que adotamos ajudaram a vencer a recessão, e agora nossa economia finalmente está crescendo de novo", afirmou.

Obama citou cortes de impostos, a ampliação do seguro-desemprego e a ajuda a donos de casas que enfrentam hipotecas, entre as medidas adotadas para ajudar os americanos a superar a crise, além de seu objetivo de transformar o sistema de saúde do país.

"Mas ainda não estamos criando novos empregos suficientes a cada mês para compensar os que estamos perdendo", disse.

"Assim tempos feito progressos. Mas não podemos descansar - e meu governo não vai descansar - até que tenhamos revivido e reconstruído esta economia mais forte que antes", completou Obama.

O presidente também aproveitou o discurso para homenagear os militares americanos e suas famílias.

"Levamos em nossos pensamentos e orações as muitas famílias comemorando este Dia de Ação de Graças com uma cadeira vazia, reservada para um filho ou filha, marido ou mulher, que está na linha de fogo".

"Damos graças especialmente pelos sacrifícios que estes homens e mulheres de uniforme estão fazendo para nossa segurança e liberdade, e por todos estes americanos que enriquecem as vidas de nossas comunidades com atos de amabilidade, generosidade serviço".

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host