UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

28/11/2009 - 18h18

Violência e vandalismo em uma manifestação anti-OMC na Suíça

GINEBRA, Suíça, 28 Nov 2009 (AFP) - Manifestantes mascarados e vestidos de negro saquearam e causaram destruição em lojas, bancos e veículos neste sábado, em uma manifestação contra a reunião ministerial da Organização Mundial doComercio (OMC) marcada para segunda-feira.

As forças policiais fizeram uso de granadas lacrimogêneas e balas de borracha para dispersar as centenas de manifestantes que se dirigiam para a sede da OMC, às margens do lago Leman.

Cerca de 200 manifestantes, que escondiam o rosto e pareciam pertencer à ala radical do movimento antiglobalização, fez um arrastão pelo caminho, saqueando lojas e destruindo bens públicos.

Os organizadores da "Coordenação Anti-OMC 2009" haviam anunciado uma manifestação pacífica.

Mais de 100 ministros se encontrarão a partir de segunda-feira em Genebra para a primeira grande reunião ministerial da Organização Mundial do Comércio (OMC) em quatro anos, sem decisões vitais na agenda e à espera de uma definição da política comercial dos Estados Unidos.

De forma prévia, o G20 e o G33 de países em desenvolvimento terão reuniões separadas no domingo para unificar critérios para o sétimo encontro ministerial da OMC, que pretende analisar o funcionamento da organização.

A ministerial, com três dias de duração e a primeira após Hong Kong-2005, também deve servir para enviar um certo número de sinais fortes ao mundo inteiro sobre o conjunto das questões da OMC, incluindo a rodada de Doha para a liberalização do comércio, explicou recentemente o diretor da organização, Pascal Lamy.

Mas ao contrário de reuniões anteriores, não está prevista nenhuma tentativa de levar adiante as paralisadas negociações iniciadas em 2001 na capital do Qatar.

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host