UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

30/11/2009 - 10h43

China, na defensiva, critica EUA por permitir desvalorização do dólar

GENEBRA, Suíça, 30 Nov 2009 (AFP) - O ministro chinês do Comércio, Chen Deming, criticou nesta segunda-feira em Genebra a imunidade que no seu entender os Estados Unidos têm para desvalorizar sua moeda, em contraste com a pressão que Pequim enfrenta por sua rigidez sobre a valorização do yuan.

Durante uma entrevista coletiva à margem da sétima conferência ministerial da Organização Mundial do Comércio (OMC), o ministro chinês questionou as razões pelas quais a imprensa se interessa tanto na cotação do yuan.

"Há outra economia que desvaloriza sua moeda e não vejo a menor crítica nos meios de comunicação contra este país", completou Chen Deming, em uma clara referência a Washington, acusado de manter um dólar frágil para favorecer suas exportações e facilitar a recuperação da economia americana.

"O governo chinês quer um sistema monetário estável", reiterou o ministro, antes de acrescentar que as importações aumentaram rapidamente este ano na China e as exportações caíram de modo considerável.

A China já anunciou em diversas ocasiões que pretende manter o controle da política cambial, baseada em um "yuan estável", como voltou a afirmar nesta segunda-feira o primeiro-ministro chinês Wen Jiabao.

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host