UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

22/12/2009 - 06h19

China lamenta condenação definitiva da OMC na área audiovisual

PEQUIM, 22 dez 2009 (AFP) - A China lamentou nesta terça-feira a condenação definitiva do país pela Organização Mundial do Comércio (OMC) por seu regime de importação e distribuição de filmes, livros e música, considerado discriminatório pelos Estados Unidos. O órgão de apelações da OMC confirmou na segunda-feira a decisão tomada em agosto pela instituição de condenar a China e recomendou a Pequim que se adeque às regras da organização. Em um comunicado, o ministério chinês do Comércio afirma lamentar a decisão e destaca ter cumprido escrupulosamente as obrigações dentro das regras da OMC em termos de acesso ao mercado de distribuição desde sua entrada na OMC. "A China considera que os produtos culturais têm valor comercial e cultural, o que significa que a gestão de seu comércio deveria ser diferente da dos produtos básicos em geral", afirma o texto. A decisão da OMC foi chamada pelos Estados Unidos de grande vitória. A OMC condenou a China em agosto com base em uma denúncia apresentada pelos Estados Unidos em abril de 2007. A acusação era a de que Pequim restringe o acesso a seu território aos produtos das grandes empresas audiovisuais americanas. A China autoriza apenas a distribuição de 20 longas-metragens estrangeiros por ano.

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host