UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

10/01/2010 - 14h38

Frio polar assola Europa e paralisa norte da Alemanha

BERLIM, Alemanha, 10 Jan 2010 (AFP) - A Europa, mas também grande parte dos Estados Unidos, continua enfrentando uma onda de frio polar acompanhada de nevascas que paralisam aeroportos e estradas, principalmente na Alemanha.

Várias cidades estão completamente isoladas no norte da Alemanha, onde as circulações viária e ferroviária se encontram quase totalmente paralisadas.

O tráfego aéreo continua perturbado em muitas regiões da Alemanha, sobretudo no aeroporto de Frankfurt, o terceiro maior da Europa em número de passageiros, onde 91 voos foram cancelados na tarde deste domingo depois dos 255 da véspera, informou um porta-voz do aeroporto.

Todas as localidades da ilha de Fehmarn, no Mar Báltico estão cortadas do resto do mundo, ressaltou a polícia de Lübeck (norte da Alemanha).

As escolas estarão fechadas segunda-feira no estado de Mecklemburgo-Pomerânia Ocidental (nordeste), onde mais de 30 passageiros tiveram de ser retirados de trens regionais bloqueados pela neve.

Na noite de sábado para domingo, mais de 160 automobilistas ficaram bloqueados em seus veículos durante quase 10 horas em uma autoestrada da região.

Toda a Alemanha está coberta de neve, sobretudo o norte e o leste. Em Leipzig (leste), caíram 29 cm de neve. Em Berlim, foram 27 cm, e em Hamburgo, 12 cm, segundo os serviços meteorológicos. A situação não deve melhorar, já que outras nevascas estão previstas no centro e no leste do país.

Na Suíça, o aeroporto internacional de Genebra reabriu suas portas à tarde depois de ter sido fechado no fim da noite de ontem por causa da neve, bloqueando milhares de pessoas que esperavam para viajar.

Na França, mil passageiros ficaram presos no aeroporto de Lyon (centro-leste), entre eles 500 britânicos que iriam esquiar nos Alpes e cujos voos charter com destino a Grenoble e Chambéry tiveram que ser desviados por causa da neve.

Os voos começaram a ser retomados no fim da manhã no aeroporto de Lyon, e o tráfego também está voltando progressivamente ao normal no aeroporto parisiense de Roissy-Charles-De-Gaulle, onde metade dos voos da véspera foram suspensos ou sofreram atrasos.

O Reino Unido também foi assolado por mais nevascas na noite de sábado para domingo, porém menos importantes que o previsto. Os principais aeroportos estão abertos, mas o tráfego aéreo continua perturbado, com atrasos e alguns cancelamentos. A Eurostar continua trabalhando com um serviço limitado.

Pelo menos 26 pessoas morreram na Grã-Bretanha desde o início da onda de frio, a pior em 30 anos no país, segundo a imprensa.

Na Polônia, chuvas geladas perturbaram o tráfego ferroviário no eixo Varsóvia-Cracóvia, um dos principais do país. Cerca de 80.000 casas ficaram sem eletricidade na região entre Czestochowa e Katowice, no sul do país.

Em Portugal, várias estradas dos arredores de Porto (oeste) e Viseu (centrto) foram fechadas. Em um fato raríssimo, a neve também caiu sobre a região do Alentejo (sul), acostumada a bater recordes de calor durante o verão.

Na Holanda, os serviços meteorológicos advertiram para o risco de acidentes provocados pelo gelo nas estradas.

Na Bélgica, o transporte aéreo está funcionando quase normalmente.

Os Estados Unidos também enfrentam uma onda de frio polar, acompanhada de nevascas inusuais no estados do sul do país. A Flórida (sudeste) se encontra sob temperaturas historicamente baixas.

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host