UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

16/01/2010 - 11h51

Obama: Não vamos permitir a Wall Street pegar o dinheiro e sair correndo

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, defendeu neste sábado o imposto que propôs aplicar sobre as grandes empresas financeiras do país e disse que seu governo não permitirá a Wall Street "pegar o dinheiro e sair correndo".

"Os que são contrários a este imposto dizem que os bancos não podem permitir-se devolver o dinheiro aos americanos sem passar os custos a seus acionistas e clientes", disse o presidente em seu programa semanal de rádio.

"Mas isto é difícil de acreditar quando existem informações de que Wall Street vai distribuir mais dinheiro em bônus e compensações apenas este ano do que o custo do impuesto durante os próximos 10 anos", acrescentou.

"Se as grandes empresas financeiras podem permitir-se grandes bônus, podem permitir-se pagar de volta ao povo americano", insistiu Obama.

"Não vamos permitir a Wall Street pegar o dinheiro e sair correndo", completou.

Na quinta-feira, Obama propôs uma nova taxa sobre os ativos de risco das grandes instituições financeiras, alegando que o imposto ajudaria a recuperar o custo do grande resgate ao setor iniciado em 2008.

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host