UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

18/01/2010 - 13h57

Turismo mundial caiu 4% em 2009, mas tem previsão de alta para 2010

O turismo mundial caiu 4% em 2009 por efeito da crise, mas as previsões para 2010 são de recuperação, com uma alta de 3 a 4%, anunciou a Organização Mundial do Turismo (OMT) em sua sede em Madri.

"As coisas saíram melhor do que esperávamos; em outubro, as previsões eram de uma queda do turismo internacional de 5%, mas a baixa foi de 4%, um pouco melhor do que esperávamos", declarou o secretário-geral da OMT, Taleb Rifai.

"Isto confirma a tendência do segundo semestre de 2009, que se acelerou no último trimestre: prevemos um aumento de entre 3% e 4%", destacou.

Para Rifai, "2009 foi um dos anos mais difíceis do turismo mundial", mas "a tendência está mudando, 2010 será um ano de transformação".

Ao todo, 800 milhões de pessoas viajaram em 2009, ano em que os lucros do turismo caíram 6% em relação a 2008, segundo o secretário-geral da OMT.

Além da crise mundial, que havia começado em 2008, a epidemia de gripe suína ajudou a derrubar os números a partir de março, com especial impacto sobre a América Latina, segundo Rafai.

Regiões

Por região, a Europa (sobretudo os países do norte e leste) foi a mais afetada pela crise, com -5,6% em 2009, depois de -10% na primeira metade deste ano.

Nas Américas, a perda foi de 5,1% em 2009. Para 2010, os especialistas projetam um crescimento de 2 a 4%, indicou John Kester, que estuda tendências de mercado para a OMT.

A América Latina "está tendo dificuldades desde abril (de 2009), com a gripe H1N1", explicou Rifai, apontando, porém, que "a recuperação foi rápida na América Central e no Caribe, melhor que no sul".

"Na América Central e do Sul, e algo menos no Caribe, há potencial para uma recuperação um pouco mais rápida (em 2010), já que estas regiões foram menos afetadas pela crise e mais pela incerteza criada pela gripe A", estimou Kester.

A subregião mais afetada no ano passado foi a América do Norte, com uma queda de 6%, seguida pela América Central, com -5,7%.

Sobre a América Central, o especialista lembrou que a queda de 5,7% não é tão ruim se comparada com a de 7% registrada em 2008, e que esta região "é uma das que mais cresceu desde o ano 2000".

O Caribe, onde o turismo recuou 2,4%, "experimentou uma recuperação nos últimos quatro meses de 2009", enquanto a América do Sul sufreu uma queda de 3,3%.

De todos os continentes, o que se saiu melhor foi a África, com um surpreendente aumento de 5%, principalmente na região subsaariana, onde um bom ano é esperado devido à Copa do Mundo de futebol em junho, na África do Sul.

Por fim, a OMT destacou o "aumento significativo" do turismo interno em 2009, principalmente "na China, no Brasil e na Espanha", que contribuiu para amenizar a perda de turistas internacionais.

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host