UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

19/01/2010 - 07h57

Japan Airlines apresenta concordata e cortará cerca de 15.600 empregos

A Japan Airlines (JAL), maior companhia aérea da Ásia, anunciou nesta terça-feira que declarou concordata ante a justiça japonesa e que se submeterá a um amplo plano de recuperação que, segundo o governo japonês, incluirá o corte de cerca de 15.600 postos de trabalho.

A JAL se declarou em suspensão de pagamentos no tribunal de Tóquio para se beneficiar da proteção da lei de quebras, anunciou a companhia em um comunicado.

No entanto, o tribunal aceitou que a JAL continue pagando as dívidas com seus fornecedores, graças aos financiamentos de emergência obtidos recentemente com os poderes públicos do país. "As operações de voo de nosso grupo não serão interrompidas", assegurou a empresa.

A JAL suprimirá cerca de 15.600 empregos em seu plano de recuperação e receberá uma injeção de capitais públicos de 300 bilhões de ienes (2,3 bilhões de euros, 3,3 bilhões de dólares), anunciou o governo.

Muitos desses cortes de empregos serão efetuados por meio do fechamento de filiais.

"Se a JAL não fosse a maior companhia aérea do país, um procedimento como esse teria significado o desaparecimento da empresa. Mas se trata da JAL, e ela conta com o respaldo do Ministério dos Transportes", declarou em uma entrevista coletiva à imprensa o ministro dos Transportes, Seiji Maehara.

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host