UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

19/01/2010 - 17h25

Venezuela: governo ocupa 'temporariamente lojas da rede Exito

O governo venezuelano ocupou "temporariamente" nesta terça-feira as lojas da rede de supermercados Exito, de capital francês e colombiano, cuja expropriação foi anunciada há dois dias pelo presidente Hugo Chávez sob alegação de especulação de preços após a recente desvalorização do bolívar.

"Estamos executando esta medida de ocupação temporária para depois dar continuidade aos procedimentos legais pertinentes para concluir a expropriação de toda a rede de lojas", explicou o ministro do Interior, Tareck El Aissami.

"O presidente Chávez vem assumindo a batalha contra a especulação, contra os salteadores e os especuladores", destacou.

No último domingo, Chávez ordenou a expropriação da rede Exito, cujo principal acionista é o grupo francês Casino, acusando o supermercado de aumentar injustificadamente os preços após a desvalorização da moeda local, o bolívar.

O executivo venezuelano anunciou no dia 8 de janeiro a depreciação artificial do bolívar, que era cotado a 2,15 por dólar desde 2005. Desde então, estão em vigor dois preços oficiais do dólar: 2,60 para produtos de primeira necessidade, remessas e importações do setor público, e 4,30 para o resto dos produtos e a venda dos dólares obtidos com o petróleo.

De Paris, o grupo Casino informou que suas operações da rede Exito na Venezuela representam apenas 1% de seu volume de negócios, e que, portanto, a expropriação não afetará suas perspectivas de rentabilidade e crescimento.

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host